EUA x França Feminino

Estados Unidos e França duelaram nesta sábado no Mineirão (Foto: Fernando Michel/Lancepress!)

Enrico Bruno
06/08/2016
18:54
Belo Horizonte (MG)

Abrindo a segunda rodada do Grupo G, as favoritíssimas ao ouro no futebol feminino, Estados Unidos e França, duelaram nesta tarde de sábado no Mineirão. E quem levou foi a atual campeã olímpica, terminando o jogo com a vitória simples por 1 a 0. Mas os EUA não tiveram vida fácil na Pampulha. Pressionada durante praticamente todo o jogo, a seleção contou com a ótima apresentação da goleira Hope Solo para não ser vazada. Além de pecar na finalização, as francesas ainda levaram o gol de Carli Lloyd, atual melhor do mundo que marcou o seu em um dos poucos bons momentos das ianques.

Com o resultado, os EUA assumem a ponta isolada no Grupo G do futebol feminino, agora com seis pontos alcançados e 100% de aproveitamento nos dois primeiros jogos. A França permanece com três. Completando a noite de jogos no Mineirão, a Colômbia ainda pega a Nova Zelândia, às 20h.


Solo (de novo vaiada) garante a igualdade na primeira etapa


Nas arquibancadas, a maior torcida era pela seleção europeia. Assim que os cantos de USA surgiam das cadeiras, eram rapidamente abafados pela maior parte dos torcedores. Além disso, a goleira Hope Solo voltou a sofrer com as provocações e ouviu novos gritos de “zika” a cada vez que tocava na bola.

O primeiro tempo não foi de todo ruim, mas mesclou poucas e boas oportunidades criadas com uma partida morna na maior parte do tempo, sem empolgar tanto. Segura defensivamente e mais agressiva, a França acertou o travessão com sua capitã Renard. A atacante Delie ganhou a vaga de titular e virou a referência na frente, mas parou duas vezes na goleira Hope Solo, sendo a segunda já no final do jogo e cara a cara com a americana. A melhor chance dos EUA saiu na cobrança de falta de Heath, que a goleira Sarah espalmou.

Melhor do mundo garante a vitória americana


Sem mal conseguir atacar na primeira etapa, os EUA mudaram a postura no segundo tempo. Acertada a marcação, a seleção americana passou mais frequência no campo de ataque e viu o domínio de bola surtir efeito com poucos minutos. Heath recebeu pelo lado esquerdo e acertou a trave em uma batida rasteira. No rebote, a melhor do mundo Carli Lloyd estava livre dentro da pequena área apenas para inaugurar o marcador.

Só depois do gol, a França voltou a assustar. Mas novamente a goleira Hope Solo mostrou porque foi considerada a melhor do mundo em sua posição. Os últimos 25 minutos de jogo foram de inteira pressão europeia. Contudo, por pelo menos três vezes, a camisa 1 evitou que sua equipe levasse o gol de empate. 1 a 0 placar final.

ESTADOS UNIDOS 1x0 FRANÇA
Motivo: 2ª rodada, futebol feminino
Data/Hora: 06/08/2016, às 17h
Árbitra: Claudia Umpierrez (URU)

GOLS: Carli Lloyd, 17'2ºT (1-0)
Cartões amarelos: Crystal Dunn (EUA), Mbock Bathy (FRA)
Cartão vermelho: Não teve.
Público: Ainda não divulgado.

ESTADOS UNIDOS: Hope Solo; Klingenberg (Christen Press - 44'2ºT), Sauerbrunn, Whitney Engen e O'Hara; Morgan Bryan, Allie Long, Tobin Heath e Carli Lloyd (Lindsey Horan - 35'2ºT); Alex Morgan Crystal Dunn (Alexandra Krieger - 24'2ºT). Técnica: Jill Ellis.

FRANÇA: Bouhaddi; Mbock Bathy, Wendie Renard, Amel Majri e Houara; Amandine Henry, Camille Abily (Kheira - 35'2ºT), Louisa Cadamuro (Elodie Thomis - 24'2ºT) e Bussaglia; Diani e Marie Laure Delie (Claire Lavogez - 41'2ºT). Técnico: Philippe Bergeroo.