LANCE!
03/08/2016
09:52
São Paulo (SP)

Esperança de medalha no atletismo para o Time Brasil durante os Jogos Olímpicos, a paulista Fabiana Murer, do salto com vara, foi diagnosticada ontem com hérnia de disco cervical e corre contra o tempo para estar em plenas competições de disputar a prova, que acontece em 16 de agosto, uma terça-feira. O anúncio foi feito ontem em uma publicação através de suas redes sociais.
 
"Depois da competição de Mônaco (15/07) senti uma dor muito forte no pescoço. Tratei intensamente para poder competir em Londres, mas, no aquecimento, senti fraqueza no braço e não tinha confiança pra saltar. Assim que cheguei ao Brasil fiz uma ressonância magnética e levei um susto com o resultado: hérnia de disco cervical, que explicava todos os meus sintomas", afirmou a brasileira.

Apesar do susto, a atleta - que se prepara para sua terceira participação em Jogos Olímpicos - tranquilizou os fãs ao dizer que, segundo sua equipe médica, terá condições de competir no Estádio do Engenhão, palco das provas de atletismo na Rio-2016.
 
"Meu médico me tranquilizou e disse que eu poderia me recuperar a tempo para competir na Olimpíada. Estou em um trabalho intenso de fisioterapia (duas vezes por dia) e treinando muito bem. Já fiz até um treino de salto completo. Estou evoluindo rapidamente e estou me dedicando ao máximo para chegar 100% na Olimpíada”, reiterou.

Eleita pelo COB (Comitê Olímpico Brasileiro) como a atleta olímpica do país em 2011, Fabiana tenta apagar o trauma sofrido em Pequim-2008. Na ocasião, a organização falhou na logística e se esqueceu de levar as varas utilizadas pela atleta nos saltos. Este ano, porém, a campineira, de 35 anos, vive o auge de sua carreira e, com a suspensão da russa Yelena Isinbayeva (recordista mundial da prova com 5,06m) pelo escândalo de doping em que seu país-natal está envolvido, é uma das favoritas ao pódio olímpico.