Fabiana Murer celebra recorde sul-americano no Troféu Brasil (Foto: Agência Luz/BM&FBOVESPA)

Fabiana Murer conquistou o recorde sul-americano com a melhor marca de sua carreira (Foto: Wagner Carmo/CBAt)

Felipe Domingues
03/07/2016
12:08
São Paulo (SP)

O último dia de disputas do Troféu Brasil de Atletismo, neste domingo, reservou um momento especial para Fabiana Murer. Uma das principais atletas do país precisou de três tentativas para fazer história em São Bernardo do Campo (SP). Isso porque, aos 35 anos, a paulista saltou para 4,87m, o novo recorde sul-americano.

Fabiana entrou na decisão da prova na Arena Caixa apenas na marca de 4,50m e, com facilidade, superou o sarrafo a essa altura, a 4,65m e 4,75m. Com o título garantido, a brasileira tentou bater os seus próprios limites e, após dois erros, conseguiu a melhor marca de sua carreira: 4,87m.

Como o salto da russa Yelena Isinbayeva (4,90m) no campeonato nacional de seu país não é computado pela Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) por conta da suspensão da nação de competições internacionais, Fabiana assumiu a liderança do ranking mundial na temporada, à frente da grega Ekaterini Stefanidi (4,86m).

Após conseguir o título da competição e o recorde sul-americano, que já a pertencia, com 4,85m no Mundial de Pequim (CHN), a brasileira ainda tentou melhorar sua marca, mas falhou nas duas tentativas de superar 5 metros (desistiu da terceira), o que a deixaria próxima do melhor salto da história, de Isinbayeva, com 5,06m.