Lucas Pastore
20/08/2016
17:08
Rio de Janeiro (RJ)

A seleção americana feminina de basquete segue sem saber o que é perder em uma Olimpíada desde a semifinal dos Jogos 1992. Neste sábado, os Estados Unidos venceram a Espanha na final por 101 a 72, na Arena Carioca 1, chegaram ao 49º triunfo seguido em edições da competição e conquistaram o ouro no Rio de Janeiro, seu sexto seguido. A prata é a primeira medalha da história das europeias na modalidade. O bronze ficou com a Sérvia.

Superior fisicamente, a seleção americana começou o jogo dominando os rebotes dos dois lados da quadra e coletou 16 no primeiro quatro, contra sete da Espanha. Mesmo assim, as europeias fizeram bom trabalho defensivo e terminando a primeira parcial perdendo por apenas 21 a 17. 

Foi no segundo período que as americanas começaram a abrir. Dominando a partida, a seleção dos Estados Unidos foi aumentando a diferença pouco a pouco e foi para o intervalo vencendo por 49 a 32, maior vantagem até então.

Apesar dos problemas de faltas de Sue Bird, que ficou a uma de ser eliminada já no terceiro quarto, as americanas continuaram dominando o jogo na parcial e passaram dos 30 pontos de vantagem, vencendo por 81 a 49 antes dos dez minutos finais.

Comandadas no quarto final pelo show de bolas de três de Diana Taurasi, as americanas não olharam mais para trás e venceram por 101 a 72, garantindo o título da Olimpíada.

Os destaques do triunfo dos Estados Unidos foram Lindsay Whalen, com 17 pontos, seis assistências e quatro rebotes; DIana Taurasi, com 17 pontos, três assistências e três rebotes; e Maya Moore, com 14 pontos, seis assistências e cinco rebotes.

O bronze ficou com outra seleção que fez história no basquete feminino. Na disputa pelo terceiro lugar, a Sérvia venceu a França por 70 a 63, também neste sábado, para garantir-se no pódio pela primeira vez desde o fim da Iugoslávia.