Brasil x Japão - Vôlei

Garay e Fabiana na tentativa de bloqueio (Foto: Johannes Eisele/AFP)

Daniel Bortoletto
10/08/2016
23:50
Rio de Janeiro

Três partidas, três vitórias sem perder sets, liderança do Grupo A e classificação garantida para as quartas de final com duas rodadas de antecipação. A Seleção feminina de vôlei segue com campanha perfeita na Rio-2016. Nesta quarta-feira, 3 a 0 no Japão, parciais de 25-18, 25-18 e 25-22.

Entre os 12 participantes do torneio olímpico feminino, o Brasil é o único a contar com tais números. Não deixa de ser animador, ainda mais quando a equipe é capaz de mostrar evolução em vários fundamentos, como o acontecido diante das asiáticas.

Em vários momentos do jogo o Brasil defendeu como Japão. E isso é um grande elogio, visto que a escola nipônica é reconhecida mundialmente por ser especialista no fundamento. Léia, Fernanda Garay e Dani Lins deram show no fundamento, propiciando vários contra-ataques. E aí cabe outro elogio. Se este Brasil defendeu como o Japão, ela atacou como Brasil. Sheilla e Natalia. neste caso, merecem elogios, anotando 13 e 16 pontos, respectivamente. 

É difícil ignorar ainda os nove pontos de bloqueio. E os seis de saque. E os 60% de aproveitamento de Léia no passe. Mais três provas de uma atuação coletivamente acima da média.

No fim do segundo set, José Roberto Guimarães aproveitou para dar ritmo para as reservas. E o time terminou com Fabíola, Gabi, Jaqueline e Thaisa, estreando nos Jogos após se recuperar de lesão na panturrilha, em quadra.  As duas últimas foram muito aplaudidas. Na parcial parcial, depois de abrir vantagem, o time deu uma acomodado, deixando o Japão sonhar. Serve como lição.

Rodada após rodada, o time bicampeão olímpico demonstra evolução e parece dar um recado claro para os rivais. É a equipe a ser batida! Na sexta-feira, novamente na sessão coruja das 22h35, a Coreia do Sul será a adversária.