Jonas Moura
08/09/2016
11:25
Rio de Janeiro (RJ)

O sucesso do Brasil nos dois últimos Jogos Paralímpicos passa pelo homem que mais vezes subiu ao pódio na história do evento com as cores do país. O paulista Daniel Dias, de 28 anos, começa a partir de hoje uma maratona de nove provas, que se estenderão por quase todo calendário da Rio-2016.

Ele pretende ignorar o cansaço. Afinal, quer mais do que alcançar seus objetivos pessoais a cada mergulho. Sabe de sua importância para a manutenção do crescimento do esporte paralímpico. O primeiro desafio foi a eliminatória dos 200m livre S5 nesta manhã, no Estádio Aquático. Ele avançou em primeiro na segunda bateria, com 2m39s35. As finais acontecem às 19h59.

Nas duas edições que disputou, em Londres-2012 e Pequim-2008, o nadador de Campinas levou para casa um total de 15 medalhas (10 ouros, quatro pratas e um bronze). No Rio, ele pode chegar a 24.

Com isso, entraria para a história como o maior vencedor na modalidade entre os homens. O australiano Matthew Cowdrey, que não disputa a Paralimpíada, tem 23. No feminino, a americana Trischa Zorn faturou 55, seguida pela francesa Béatrice Hess e a alemã Claudia Hengst, ambas com 25. Elas estão aposentadas.

– Mais do que recordes de medalhas, quero ajudar meu país a crescer no esporte. O resto é só consequência – afirmou Daniel, nascido com má formação congênita dos membros superiores e da perna direita.

O astro tem pela frente cinco provas individuais pela categoria S5 (estilo livre, para atletas com limitações físico-motoras), uma pela SB4 (peito) e os revezamentos 4x100m livre S5, 4x100m medley S5 e o 4x50m livre misto, que já acontece amanhã. A saga só se encerra no dia 17, na véspera da cerimônia de encerramento.

Tanto pelo histórico de pódios quanto pela correria nos Jogos, Dias é tratado com cuidados pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB). Ele encabeça uma lista de atletas prioritários na preparação da entidade durante o ciclo. Nas ruas, é uma das raras figuras do movimento de esportistas com deficiência reconhecidas.

Tantas conquistas resultam em ganhos substanciais, que já ultrapassam a casa dos R$ 100 mil por mês. O atleta é patrocinado por nove marcas (Mackenzie, Embratel, Gocil, Ottobock, Panasonic, GS1 Brasil, Petrobras, Visa e Furnas), além de programas de incentivo do governo federal e apoio do governo paulista.

– Disputei duas edições dos Jogos, mas aqui será diferente, por ser em casa, ter a minha família e o calor do povo brasileiro. É algo bacana que o esporte paralímpico vivenciará pela primeira vez – declarou o nadador.

QUEM É ELE
Nome
Daniel De Faria Dias
Nascimento:
24/05/1988, Campinas (SP)
Altura e peso 
1,73m e 58kg
Classes
S5, SB4 e SM5
Principais conquistas
Oito medalhas de ouro nos Jogos Parapan-Americanos de Toronto-2015; sete medalhas de ouro e uma de prata no Mundial de Glasgow-2015; seis ouros e duas pratas no Mundial de Montreal-2013; seis ouros nos Jogos Paralímpicos de Londres-2012; onze ouros nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara-2011; oito ouros e uma prata no Mundial da Holanda-2010; quatro ouros, quatro pratas e um bronze nos Jogos Paralímpicos de Pequim-2008; três ouros e duas pratas no Mundial de Durban-2006.