Igor Siqueira
18/08/2016
15:47
Rio de Janeiro (RJ)

Não é apenas mais um Grael no pódio olímpico. É Martine, a terceira representante da família de vencedores da vela brasileira, que igualou nesta quinta-feira o feito do pai, Torben, e do tio, Lars, tornando-se medalhista olímpica.

Ao faturar o ouro, Martine, que teve como companheira Kahena Kunze, outra filha de velejador (Claudio, campeão mundial júnior da classe Pinguim), conquistou a oitava medalha olímpica para a família.

Torben Grael é um dos maiores medalhistas olímpicos do Brasil, ao lado de Robert Scheidt, com cinco pódios. Já Lars Grael tem dois bronzes, em Seul-1988 e Atlanta-1996. 

Irmão de Martine e filho de Torben, Marco Grael também disputou a Rio-2016, mas ficou a um ponto de, ao lado de Gabriel Borges, disputar a regata da medalha na classe 49er.

Torben, indiretamente, também participou da conquista da filha, já que foi coordenador técnico da equipe de vela do Brasil.

- Ele estava muito emocionado. Eu fiquei também. Ele ajudou muito a gente, fez um bom trabalho - comemorou Martine.