Ricardo Fischer é fotografado com saco de gelo no joelho após lesão (Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket)

Ricardo Fischer é fotografado com saco de gelo no joelho após lesão (Foto: Caio Casagrande/Bauru Basket)

LANCE!
15/03/2016
17:02
São Paulo (SP)

Uma das principais revelações do basquete brasileiro nos últimos anos, o armador Ricardo Fischer viu suas chances de disputar a Olimpíada Rio-2016 se esgotarem nesta terça-feira. Segundo nota divulgada pelo clube do atleta, o Bauru, Fischer rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito na última sexta-feira, nas semifinais da Liga das Américas, e só voltará às quadras daqui a pelo menos seis meses, em setembro. Seu tempo de recuperação, no entanto, pode ser até maior: oito meses. 

A lesão aconteceu a menos de dois minutos para o fim da partida do Bauru contra o Flamengo em Barquisimeto, na Venezuela. O jogo, bastante disputado, valia uma vaga na decisão da Liga das Américas, o principal torneio continental de clubes no basquete. Fischer se machucou sozinho, ao tentar um arremesso. Ele saiu de quadra carregado pelo companheiro Alex Garcia, e aos prantos. 

No dia seguinte, sem Fischer, o Bauru foi derrotado pelo Guaros de Lara, da Venezuela, e ficou com o vice-campeonato da Liga das Américas.

O jogador deverá passar por cirurgia nos próximos dias, com data a ser agendada.

Fischer, de 24 anos, é considerado uma das principais revelações do basquete masculino brasileiro nos últimos anos. Ele era cotado para ser convocado pelo técnico Rubén Magnano para a Olimpíada Rio-2016. Sua presença, no entanto, não era garantida. Nomes como Marcelinho Huertas e Raulzinho estão praticamente certos no time olímpico na posição de armador. Outros concorrentes são o americano naturalizado Larry Taylor, do Mogi, e Rafael Luz, do Flamengo. 

No ano passado, Fischer disputou os Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá. No torneio, o Brasil conquistou a medalha de ouro.