Mulher presta homenagem às vítimas dos atentados em Paris (Foto: AFP)

Mulher presta homenagem às vítimas dos atentados em Paris (Foto: AFP)

LANCE!
16/11/2015
15:17
Rio de Janeiro (RJ)

O Comitê Olímpico Internacional (COI) está confiante de que os atentados que atingiram Paris na última sexta-feira não irão comprometer a candidatura da cidade para sediar os Jogos Olímpicos de 2024. Nesta segunda-feira, o presidente da entidade, o alemão Thomas Bach, evitou relacionar o incidente à chance de o país receber o evento.

– Estamos falando sobre Jogos Olímpicos que serão realizados dentro de nove anos, e o terrorismo é global, não se trata apenas de um país ou uma cidade – disse Bach ao jornal esportivo francês L'Equipe.

Pelo menos 129 pessoas morreram durante as ações na capital francesa. O episódio ligou o alerta para os próximos eventos a serem realizados no país, incluindo a Cúpula do Clima, que começará em 30 de novembro, e a Euro-2016.

A votação sobre a sede está prevista para acontecer em setembro de 2017, no Peru. As outras cidades que competem para receber a Olimpíada de 2024 são Budapeste, Hamburgo, Roma e Los Angeles.

– Esse tipo de atentado não preocupa apenas a organização de eventos esportivos, mas a todos os grandes eventos e à toda sociedade. Você não pode conceder a vitória aos terroristas. Nós devemos nos manter unidos e firmes, especialmente com os Jogos Olímpicos – completou Bach.

A preocupação com ataques terroristas em Jogos Olímpicos vem do passado. Em 1972, 11 membros da equipe olímpica de Israel e um policial alemão foram mortos pelo grupo palestino Setembro Negro nos Jogos de Munique.

Na edição de Atlanta, em 1996, uma pessoa foi morta e outra morreu de ataque cardíaco depois da explosão de uma bomba que feriu mais de 100 pessoas.