Após mal resultado no Campeonato Pan-Americano, Charles Chibana quer se redimir no Pan e nas Olimpíadas (Foto: CBJ)

Charles Chibana foi eliminado logo em sua primeira luta na Rio-2016 (Foto: CBJ)

Guilherme Cardoso
07/08/2016
11:39
Rio de Janeiro (RJ)

O Brasil não começou bem o segundo dia de disputa do judô nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Na manhã deste domingo, o brasileiro Charles Chibana caiu logo na estreia para o japonês Masashi Ebinuma, na categoria meio-leve (até 66kg). Com o resultado, ele foi eliminado da competição.

Nem mesmo todo o apoio dos torcedores presentes na Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, foi suficiente para o judoca da casa. Se o domingo de manhã se tornou mais um período para acompanhar o futebol, o local da disputas do judô na Rio-2016 se transformou em um grande estádio.
Foi só Chibana aparecer na entrada do tatame para os torcedores começarem a ovacioná-lo. Ajudou também o fato de muitos familiares estarem presentes, como já virou rotina em casa.


O problema é que o japonês não se intimidou com a pressão da torcida. Muito menos ficou assustado quando o brasileiro arriscou aplicar uma chave de braço. Com calma e tranqüilidade Ebinuma aplicou um ippon e logo mobilizou o judoca do Brasil: ippon.

Fim de luta, fim de sonho para Chibana. O que não terminou foi o apoio da torcida, que aplaudiu de pé o lutador da casa mesmo com a derrota.

- Foi minha estreia olímpica, um novo ciclo olímpico não é impossível. Não senti pressão por jogar em casa, estava tranquilo. Ele me surpreendeu mesmo - avaliou o brasileiro.