Luis Fernando Coutinho
08/08/2016
09:05
Rio de Janeiro (RJ)

A prova feminina de ciclismo de estrada da Rio-2016 entrou para a história. Além de diversos momentos emocionantes, a corrida contou com um acidente feio envolvendo a holandesa Annemiek Van Vleuten nos minutos finais do percurso. O momento foi "um choque" para Anna Van Der Breggen, que levou a medalha de ouro na prova. Ela disse que entrou em estado de choque a ver a compatriota desacordada no solo após a queda.

Van Vleuten liderava a corrida junto a Mara Abbott (EUA) a 20 km do fim. Breggen estava no pelotão de trás, a alguns segundos de distância. Com a queda de Vleuten, Breggen passou pela companheira enquanto ela ainda estava desacordada no solo, mas manteve o foco para seguir em frente e conquistar a medalha para a equipe holandesa. Vale lembrar que é a segunda medalha de ouro olímpica consecutiva da Holanda, que viu Marianne Vos conquistar o primeiro lugar em Londres-2012.

- Passamos e a vimos do lado de fora da pista e foi muito estranho. Somos do mesmo time. Isso me deixou em choque. Todas nós que passamos ali. Foi difícil digerir, mas você não pode parar, tem de seguir em frente. Fora que não podíamos ajudá-la naquele momento, então tínhamos de seguir na corrida em busca do ouro - explicou a ciclista, logo após a prova.

Holanda teve quatro representantes na prova. Marianne Vos (ouro em Londres-2012), Anna Van Der Breggen (ouro na Rio-2016), Annemiek Vleuten (ciclista que se acidentou) e Ellen Van Djik. A campeã olímpica avaliou as condições da prova e disse que o alto número de acidentes ocorrido na prova masculina, que aconteceu no sábado, ligou o sinal de alerta nas mulheres.

- É algo difícil de se lidar, pois não pode ir muito rápido, mas queremos nos superar. Depois da prova dos homens, sabíamo que tínhamos de nos manter seguros. Não se pode correr tantos riscos, mas estamos falando de ciclismo, então tudo pode acontecer. Foi um azar, apenas isso - avaliou.