Tiro com arco na Rio-2016

 Tiro com arco é o esporte mais popular do Butão: 90% de seus atletas que competiram em Olimpíadas são deste esporte. Nesta terça,  Karma Karma  caiu na primeira rodada e o país encerrou a sua campanha  no Rio (  AFP)

RADAR/LANCE!
09/08/2016
19:35
Rio de Janeiro

Na tarde desta terça-feira, no Sambódromo, a arqueira butanesa Karma Karma, foi eliminada ainda na primeira rodada pela russa Tuiana Dashidorzhieva (que já ganhou uma prata por equipe) por 7 a 3. O resultado marca um fato histórico. Butão é a primeira das 207 delegações (incluindo aí o time de refugiados) que encerou a sua participação nos Jogos do Rio.

Com apenas dois atletas, Karna Karma (tiro ao arco feminino) e Lenchu Kunzang (tiro 10m, rifle) o país teve uma competição apagada. Logo no primeiro dia Kunzang foi a 45ª entre 51 participantes , foi eliminada e acabou a sua participação.

Karma Karma pelo menos teve duas oportunidades para mostrar suas qualidades. No sábado, no primeiro dia de disputa, ficou na posição 60 entre 64 competidoras, à frente apenas de uma canadense , uma queniana, uma atleta de Tonga e da lanterninha, a dominicana Yessica Camilo. Com 588 pontos. Bem atrás da ponteira, a coreana Misun Choi, que marcou 669 nas Eliminatórias. Com isso, encarou uma das favoritas no mata-mata e não teve chance. 

Vale lembrar que o Butão estreou Jogos Olímpicos em 1984 , desde então sempre esteve representado. Mas há uma curiosidade: compete em apernas dois esportes. Dos seus 27 atletas olímpicos até hoje, 25 foram no tiro ao arco, principal esporte do país, e dois no tiro.