O tenista Andy Murray faturou o ouro nos Jogos de Londres-2012

Andy Murray faturou o ouro em Londres 2012 (Foto: AFP PHOTO / VALERY HACHE)

Owen Gibson
15/07/2016
14:24
The Guardian (ING) POOL do LANCE!

Os responsáveis por investir 350 milhões de libras no esporte britânico desde 2012 disseram que um sucesso no Rio deve ajudar a nação em momentos difíceis depois de fixar uma meta de ganhar mais medalhas do que nunca em Jogos do outro lado do oceano.

Após o sucesso na Olimpíada de Londres, em 2012, na qual o Time Grã-Bretanha terminou em terceiro no quadro geral de medalhas, com 65, incluindo 29 ouros, a UK Sport estabeleceu um alvo ambicioso: se tornar a primeira nação que sediou os Jogos a ganhar "mais medalhas em mais esportes" na edição seguinte. Porém, os últimos 12 meses tem sido longe do que o esperado e agora o objetivo diminuiu.

- Era e ainda é nossa intenção. Sessenta e seis está dentro dos limites e em vista. Mas se olharmos para as estatísticas, sabemos que não é provável. Ainda é possível se tudo for bem. Nosso foco em 48 (medalhas) é porque temos que saber que isso seria um grande sucesso para o sistema esportivo. Seria um resultado histórico - disse a chefe executiva da UK Sports, Liz Nicholl.

Ela ainda disse que um progresso foi feito desde 1996, em Atlanta, quando a Grã-Bretanha terminou em 36º no quadro geral de medalhas, com uma única medalha de ouro.

- Acho que é uma ótima oportunidade para o esporte unificar a nação em um momento de desafios. Vimos isso com o sucesso de Andy Murray em Wimbledon. Esperamos dar orgulho a todo mundo. Em Londres não esperávamos que todos ficassem orgulhosos daquela forma.

O chefe executivo da Associação Olímpica Britânica, Bill Sweeney, disse que o sucesso no Rio pode ajudar a curar os problemas causados pelo referendo que determinou a separação do Reino Unido da União Européia.

- Com certeza faz a diferença. O esporte transcende barreiras. Vimos o dia depois da vitória do Andy Murray. Tivemos várias manchetes na imprensa sobre "boas notícias depois da mudança", e isso ajuda a unir a nação. Não tenho dúvidas que o referendo criou rixas na nossa sociedade e acho que o esporte nos dá uma oportunidade de celebrar, mais do que nos preocuparnos com um futuro incerto.

Para a Paralimpíada, a UK Sport determinou o objetivo de, ao menos, 121 medalhas, passando o número atingido em Londres, com uma margem de 113 a 165.

Owen Gibson, do The Guardian (ING)