Brasil x Canadá - Vôlei Rio 2016

De virada, Brasil venceu mais uma na Rio-2016 (Foto de Johannes Eisele/AFP)

Daniel Bortoletto
10/08/2016
00:33
Rio de Janeiro

A rodada de terça-feira do torneio masculino de vôlei, no Maracanãzinho, foi aberta com uma zebra: Argentina 3 a 1 na Rússia, atual campeã olímpica. E, em alguns momentos, parecia que o fechamento seria da mesma forma. O Canadá abriu 1 a 0, mas sofreu a virada e acabou perdendo para o Brasil, parciais de 24-26, 25-18, 25-22 e 25-17, já na madrugada desta quarta.

Segundo triunfo da Seleção na Rio-2016, segundo com sustos. A partir de amanhã, os desafios para a equipe de Bernardinho mudarão de patamar: Estados Unidos, França e Itália, três dos candidatos ao pódio. E diminuir a instabilidade é uma das obrigações para garantir a classificação para as quartas de final na melhor classificação possível.

Até agora nos Jogos Olímpicos o Brasil não conseguiu ser constante individualmente e coletivamente. Neste corujão de terça para quarta, o oposto Wallace destoou. Acostumado a ser a bola de segurança de Bruninho, ele teve muita dificuldade de colocar a bola no chão no ataque. Foram 12 pontos no fundamento, mas tendo recebido 33 bolas. Baixo aproveitamento para um jogador da qualidade de Wallace.

Como um todo, a Seleção chama a atenção pela quantidade de pequenos apagões que tem sofrido. Em vários momentos abre três, quatro pontos, para em seguida errar em demasia e ver a vantagem desaparecer.

Lucarelli e Maurício Borges, com 16 pontos cada, foram os maiores anotadores brasileiro. A destacar ainda algumas boas passagens de Eder pelo saque e a incrível facilidade de Escadinha defender bolas difíceis.

Para não parecer que apenas a instabilidade brasileira equilibrou o jogo, o Canadá merece elogios. Estreou batendo os Estados Unidos e ontem voltou a mostrar crescimento. O levantador Sanders é uma boa surpresa, Perrin segurou as pontas no ataque, já que Gavin Schmitt demonstrou limitações físicas. O time de Glen Hoag está vivo na briga por um lugar nas quartas.