Lucas Pastore
11/08/2016
16:01
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar da luta e do apoio da torcida, a Seleção Brasileira masculina de basquete foi derrotada pela Croácia por 80 a 76, nesta quinta-feira, na Arena Carioca 1, em jogo com roteiro parecido com o da estreia, contra a Lituânia. Depois de cortar grande diferença no placar, a equipe de Rubén Magnano ficou a só três pontos do empate, mas sucumbiu e agora precisará de uma vitória sobre a Argentina no sábado para ficar em boa situação no grupo.

Pelo segundo jogo seguido com Marcelinho Huertas, Leandrinho, Marquinhos, Augusto Lima e Nenê como titulares, a Seleção contou com o apoio da torcida desde o início e começou bem. Mas a Croácia fez ótimo trabalho contendo as tentativas de corrida do Brasil e terminou o primeiro quarto vencendo por 19 a 17.

Aos poucos, com o time rodando, a Croácia foi assumindo o controle do jogo no segundo período e chegou a abrir 31 a 22 restando 3:51 para o intervalo. A torcida tentou entrar no jogo para ajudar a Seleção, mas o domínio dos europeus se manteve, e o Brasil foi para o vestiário perdendo por 41 a 31.

Para tentar correr atrás do prejuízo, a Seleção voltou com Raulzinho como titular no lugar de Huertas. A reação, no entanto, veio pelas mãos de Augusto Lima, que iniciou o terceiro período muito bem e ajudou o Brasil a cortar a vantagem para apenas quatro pontos logo de cara. Porém, a Croácia retomou o controle da partida aos poucos e, após abrir 14 pontos, terminou a parcial vencendo por 59 a 50.

A diferença de nove pontos foi possível graças a cestas seguidas de Nenê antes do estouro do cronômetro. A reação continuou no quarto período, sob gritos de incentivo da torcida. O "eu acredito" que quase motivou uma virada épica sobre a Lituânia voltou, e o Brasil cortou a diferença para três pontos faltando 2:40 para o fim. Mas a atuação da Croácia, comandada pelos 33 pontos de Bojan Bogdanovic, foi demais para a Seleção, que acabou derrotada por 80 a 76.

O Brasil volta a jogar no sábado, novamente na Arena Carioca 1, às 14h15, contra a Argentina. No mesmo dia, às 22h30, a Croácia enfrenta a Nigéria.