Aline Silva, Gilda Oliveira, Lais Nunes e Joice Silva estão classificadas para a Rio-2016 na luta olímpica (Foto: Divulgação/CBW)

Aline Silva, Gilda Oliveira, Lais Nunes e Joice Silva estão classificadas para a Rio-2016 na luta olímpica (Foto: Divulgação/CBW)

LANCE!
04/03/2016
18:05
São Paulo (SP)

O Brasil assegurou nesta sexta-feira mais três atletas que farão parte da delegação que disputará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto deste ano.

Joice Silva, Lais Nunes e Gilda Oliveira, da luta olímpica, garantiram vagas para o Brasil no evento ao chegarem à final do Pré-Olímpico das Américas de luta olímpica, que começou nesta sexta na cidade de Frisco (EUA). Vale lembrar que a definição das atletas a participarem da Olimpíada só sairá depois.

A competição iniciou com a disputa das seis categorias da luta livre feminina, sendo que o Brasil foi representado por cinco lutadoras – no peso até 75kg, o país não competiu pois Aline Silva obteve uma vaga na Rio-2016 no ano passado, no Campeonato Mundial.

Em cada categoria, as duas finalistas seriam agraciadas com um lugar na Olimpíada Rio-2016. E foi o que Joice, Lais e Gilda conseguiram na tarde de ontem.

Quem teve o caminho mais fácil foi Gilda Oliveira, que lutou na categoria até 69kg. Ela precisou vencer apenas um combate para se garantir na Olimpíada. Ela superou a mexicana Diana Gonzales nos critérios de desempate, após o placar terminar em 2 a 2.

Já Joice Silva (categoria até 58kg) e Lais Nunes (até 63kg) tiveram de eliminar duas adversárias para se classificarem aos Jogos. Nos duelos decisivos, Joice superou a equatoriana Lisset Antes por encostamento (colocou as costas da adversária no chão), e Lais bateu Nathaly Herrera, da Venezuela, por 10 a 2.
Susana Santos (até 48kg) e Giullia Penalber (até 53kg), por sua vez, perderam e não conseguiram vagas.

As finais da luta livre feminina acontecerão ainda nesta sexta-feira, à noite.

Neste sábado será a vez da disputa por vagas olímpicas na luta livre masculina. O Brasil terá seis atletas, como os irmãos Adrian e Antoine Jaoude.