Bernardo Cruz
06/08/2016
19:17
Rio de Janeiro (RJ)

A Seleção feminina de basquete fez uma boa exibição em grande parte de sua estreia nos Jogos Olímpicos do Rio. No entanto, com um último quarto de muitos erros, a equipe do técnico Barbosa acabou derrotada para a Austrália por 84 a 66, em duelo que aconteceu na Arena da Juventude, em Deodoro, válido pela primeira rodada do Grupo A.

A cestinha da partida foi Iziane, com 25 pontos. Do lado australiano os destaques foram a pivô Cambage com 20 pontos e Mitchell com 18 pontos. Na próxima rodada, o Brasil encara o Japão na segunda-feira. Já a Austrália encara a Turquia neste domingo.

O JOGO

O primeiro quarto brasileiro foi quase perfeito. No início as comandadas de Barbosa cometeram quatro erros no ataque. No entanto, as australianas não conseguiram abrir frente devido ao baixo aproveitamento de arremessos. Na reta final dos primeiros 10 minutos, a Seleção jantou a adversária.

Com uma defesa forte e alto aproveitamento dos arremessos, o Brasil começou a abrir vantagem, sobretudo por conta do desempenho de Iziane. A camisa 8 estava endiabrada e acertava todos os arremessos que tentava ( foi para o intervalo com 18 pontos e apenas um erro). Com isso, as donas da casa conseguiram abrir dez de vantagem: 24 a 14.


A forte defesa tinha um preço: com estatura menor e menos porte físico em relação as australianas, o Brasil teve algumas jogadoras penduradas com faltas. Adrianinha, por exemplo, fez três com menos três minutos do segundo quarto. Com a alta rotatividade no time titular, o ritmo brasileiro caiu e a Austrália encostou. Com jogadas centradas na pivô Cambage (2,03m e 98kg), a equipe da Oceania tirou a vantagem, mas a Seleção, mesmo com altos e baixos, foi para o intervalo na frente: 39 a 35.

Na volta do intervalo, os problemas de falta apareceram. Érika (teve desempenho abaixo do que pode render) ficou com três logo no início. Sem duas titulares, o Brasil novamente voltou a oscilar. Chegou a abrir sete pontos, mas deixou a adversária virar. No entanto, na base da raça, a Seleção seguia com o jogo equilibrado. Contudo, diferente do primeiro tempo, Iziane fez apenas um ponto, a equipe da Oceania se acertou defensiva e ofensivamente e foi para o quarto decisivo com vantagem de quatro pontos: 57 a 53.

Se o primeiro quarto foi quase perfeito, o último foi desastroso. O Brasil não conseguiu se encontrar. A Austrália, que centrou boa parte do duelo nas bolas no garrafão, resolveu desfilar bolas de três pontos. Com ótimo aproveitamento, as australianas abriram longa vantagem. E ai não teve como a Seleção recuperar. Mesmo iniciando com derrota, as meninas receberam o apoio da torcida e deixaram boa impressão para a sequência do torneio.