Bernardo Cruz e Lucas Pastore
13/08/2016
16:46
Rio de Janeiro (RJ)

A Seleção Brasileira masculina de basquete ficou perto de vencer a Argentina duas vezes. Porém, mesmo com a imensa maioria da torcida contra, os hermanos mostraram sua força e venceram por 111 a 107, após duas prorrogações, na Arena Carioca 1. Agora, o Brasil precisará vencer a Nigéria e torcer contra a Espanha para se garantir nas quartas de final.

Devido à possibilidade de tensão do clássico, Marcelinho Huertas e Luis Scola leram uma mensagem pedindo paz antes da bola subir. O argentino chegou a ser vaiado quando pegou o microfone, mas depois foi aplaudido pelos brasileiros após aceno do armador. 

O Brasil começou com Rafael Hettsheimeir como titular ao lado de Huertas, Leandrinho, Marquinhos e Nenê. Apesar do bom início do pivô, que marcou seis pontos nos primeiros minutos atacando Scola, foi a Argentina quem teve a primeira boa liderança: 15 a 10, com pouco mais de cinco minutos jogados.

A partir daí, Nocioni e Scola aproveitaram o espaço dado pelo Brasil no perímetro e converteram bolas de três consecutivas, vencendo o primeiro quarto por 28 a 19.

No início do segundo período, o Brasil voltou melhor e foi equilibrando o jogo. Com os reservas em quadra, a Seleção virou faltando pouco mais de cinco minutos graças a bolas de três de Giovannoni e Benite, que vieram muito bem do banco. Com dez pontos do ala-pivô e 13 do ala-armador, a equipe de Rubén Magnano foi para o intervalo vencendo por 52 a 44.

Na volta dos vestiários, a Argentina tentou entrar no jogo novamente apostando nas bolas de três pontos de Nocioni. Com mais uma grande parcial do ala-pivô, os hermanos conseguiram a virada restando 2:52 no quarto: 64 a 63. Mas a Seleção não demorou para reagir e retomar a liderança, vencendo por 72 a 67 ao fim do período.

O último quarto começou nervoso. Com o placar apertado, a tensão do clássico claramente fez com que os ataques não fluíssem de maneira tão natural quando no início do jogo. O Brasil chegou a abrir vantagem, mas a Argentina reagiu e, com bola de três pontos de Nocioni restando três segundos, empatou a partida em 85 a 85 e forçou a prorrogação.

Mesmo com a boa atuação de Nenê no primeiro tempo extra, a Argentina conseguiu correr atrás e empatar em 95 a 95. O jogo foi decidido apenas no segundo, quando os hermanos marcaram os oito primeiros pontos da parcial e administraram a vantagem para vencer por 111 a 107.

O Brasil define seu futuro na Olimpíada de Londres na segunda-feira, novamente às 14h15, na Arena Carioca 1, contra a Nigéria. No mesmo dia, às 19h, a Argentina enfrenta a Espanha. A Seleção precisará vencer e torcer contra os europeus para se garantir nas quartas de final.