Thiago Perdigão
11/08/2016
14:19
Rio de Janeiro

"Bora, Bellucci, vamos ser consistente."

Esse foi o "pedido" de um torcedor para Thomaz Bellucci no intervalo do primeiro para o segundo set. O brasileiro havia acabado de ganhar a primeira parcial após um longo e duro tie break contra o belga David Goffin e se preparava para voltar à quadra 1 do Complexo Olímpico de Tênis.  Mas a verdade é que as palavras eram injustas, já que o tenista da casa tinha jogado muito bem e vencido com méritos. No fim, fez 2 a 0 (7-5 e 6-4) e está nas quartas de final do torneio olímpico.

Agressivo, Bellucci arriscou muitas bolas durante o primeiro set. Mostrou um bom e grande repertório de jogadas. Mas pecou em alguns momentos quando teve o saque. Isso fez com que Goffin, cabeça de chave número 8 do torneio conseguisse quebrar o serviço do brasileiro. Que chegou a devolver, mas logo depois sofreu novo revés. Thomaz então conseguiu impedir que o belga fechasse a parcial e a levou para o tie break. Aí abriu vantagem, levou empate, mas se manteve firme e venceu.

Bellucci mostrou muita vibração. A falta dela é algo que sempre lhe rendeu críticas. Mas na Rio-2016, não está sendo assim. Apesar de não ter feitos bons jogos como nesta quinta, o brasileiro sempre mostrou empolgação.


A torcida, que mais uma vez fez sua parte, jogou com Thomaz. Sobretudo, no segundo set, quando "discordou" daquele torcedor citado na primeira frase deste texto. Logo depois do pedido por "consistência", outra parte do público gritou palavras de incentivo. "Estamos juntos", avisaram.

E Bellucci conseguiu realmente manter a postura agressiva, e vencedora, na parcial decisiva. Apesar de continuar equilibrada, a partida sempre tendeu para o lado do brasileiro. Em grande desempenho técnico, Bellucci fez 6 a 4 e correu para o público para vibrar.

Agora, nas quartas de final, o brasileiro Thomaz Bellucci irá enfrentar o espanhol Rafael Nadal, cabeça de chave número 3.