Yohansson Nascimento treina no Centro Paralímpico Brasileira, nessa segunda-feira (Foto: Daniel Zappe/MPIX/CPB)

Yohansson Nascimento treina no Centro Paralímpico Brasileira, nessa segunda-feira (Foto: Daniel Zappe/MPIX/CPB)

Felipe Domingues
06/06/2016
17:24
São Paulo (SP)

Encanto. Essa foi a palavra mais ouvida no primeiro dia da Seleção Brasileira de atletismo paralímpico em sua nova casa, o Centro de Treinamento da modalidade, em São Paulo (SP). Inaugurado no último mês, o espaço é considerado um dos melhores do mundo, e servirá como "casa" para o paralimpismo no país.

Antes da criação do local, os atletas paralímpicos treinavam em diversos lugares dentro e fora da cidade, mas raramente de forma integrada. Durante suas atividades nessa segunda-feira, era possível observar uma certa "leveza" nos paratletas, felizes por darem os primeiros passos em casa.

- Já treinei em muitos lugares e nunca tinha visto um local dessa maneira, tudo perfeito. Agora, o CT é a nossa casa e temos de tirar proveito de cada instante que passaremos nele. Espero que, daqui, saiam novos atletas para ganhar muitas medalhas para o Brasil no futuro - comentou o alagoano Yohansson Nascimento, campeão paralímpico e mundial.

O espaço, construído por meio de uma parceria entre os governos Federal e Estadual, foi cedido ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) por um prazo de 12 meses. Nesse período, cabe à entidade gerir o local.

Com isso, algumas competições já estão sendo marcadas para o Centro de Treinamento, como a primeira etapa nacional do Circuito Loterias Caixa, nos próximos dias 25 e 26, e a própria aclimatação da equipe para a Paralimpíada do Rio de Janeiro, em setembro.

- Esse é o primeiro treino para os atletas sentirem. Isso serve para eles terem um "encantamento", porque, querendo ou não, isso aqui é um encantamento. Depois, passamos a ver isso como legado. Ainda temos 90 dias aos Jogos e vamos aproveitar o máximo a nossa estrutura para melhorar a capacidade e a performance dos atletas - comentou o coordenador técnico da Seleção de atletismo, Ciro Winckler, antes de completar sobre o futuro do centro:

- A principal visão do centro é daqui para frente. Passando o dia 19 de setembro, mandamos todos embora e traçamos novas regras, novos objetivos e uma outra visão. Já temos esse pensamento no legado e estamos preparando os atletas para isso.