Ana Cláudia lemos

Ana Cláudia Lemos foi convocada para a Olimpíada do Rio (Foto: Divulgação/WAGNER CARMO/inovafoto.com)

Felipe Domingues
03/07/2016
16:56
São Bernardo do Campo (SP)

O Brasil já conhece seus representantes no atletismo na Olimpíada do Rio de Janeiro, em agosto. Neste domingo, a Confederação Brasileira da modalidade (CBAt) divulgou a lista com 66 atletas que participarão da disputa. Entre eles, está o nome de Ana Cláudia Lemos, flagrada no doping em fevereiro.

A principal velocista do país foi inscrita para as provas de 100m e o revezamento 4x100m (que ainda será confirmado na Olimpíada), após ser suspensa por cinco meses pelo uso de um esteróide (Oxandrolona). A punição de Ana terminou neste domingo.

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) ainda pode recorrer à suspensão da atleta, pedindo um prazo maior à Corte Arbitral do Esporte (CAS). Caso isso aconteça, Ana teria seu nome retirado da lista olímpica. Segundo o presidente da CBAt, José Antonio Fernandes, o Torninho, essa resposta já deve sair nesse mês.

- Já pensamos em toda a situação há alguns dias e encaminhamos para a IAAF todo o processo. A partir de hoje, ela está em condições de competir, então a inscrevemos. A IAAF irá analisar o processo antes da Olimpíada. Corre o risco de, se não tivermos nenhum comunicado no IAAF, ela chegar aos Jogos em uma situação indefinida, aí teremos de tomar uma decisão - disse o dirigente.

Já Mauro Vinícius da Silva, o Duda, bicampeão mundial indoor no salto em distância em 2011 e 2014, tem uma situação ainda mais complexa. Por não ter conquistado índice, o atleta depende de uma liberação especial da IAAF para competir na Olimpíada, de acordo com sua posição no ranking mundial (entre os 32 melhores).

Nesse caso, o atleta entraria como uma espécie de "cotista". Para o superintendente de alto rendimento da Confederação, Antônio Carlos Gomes, a esperança ainda existe e, caso ele vá aos Jogos, briga por medalha.

- Coitado, ele se machucou no ano passado e reincidiu na lesão. Mas, um atleta desse, tudo pode acontecer. Ele pode ser convocado pela cota e conquistar uma medalha daqui 30 dias. A prova dele não está forte. Então, vamos apostar nisso. Se o Duda se recuperar, eu acredito nele - comentou Gomes.

Delegação recorde faz Confederação sonhar com medalhas

O Brasil terá 66 atletas na Olimpíada do Rio de Janeiro, um número recorde em comparação com as outras competições. Até hoje, a maior quantidade de brasileiros em Jogos havia sido em Atlanta, nos Estados Unidos, em 1996, com 42 competidores.

Com o alto número de atletas, aumentam também as expectativas brasileiras por medalhas. Segundo o superintendente de alto rendimento da Confederação, Antônio Carlos Gomes, alguns esportes são favoritos a medalhas.

- O salto com vara, masculino e feminino, está em alta, e os revezamentos masculino e feminino no 4x100m também. Além deles, a marcha atlética, nos dois naipes. Ainda mais se a Rússia não vier - disse Gomes.

Confira abaixo a lista completa para a Rio-2016:
Feminino:

Adriana Aparecida da Silva - maratona feminina
Ana Claudia Lemos - 100m e 4x100m
Andressa Oliveira - disco
Bruna Farias - 4x100m
Cisiane Dutra Lopes - marcha atlética 20km
Cristiane dos Santos Silva -4x400m
Eliane Martins - salto em distância
Erica Sena - marcha atlética 20km
Fabiana Moraes - 100m com barreira
Fabiana Murer - salto com vara
Fernanda Borges - disco
Flávia de Lima - 800m
Franciela Krasucki - 100m e 4x100m
Geisa Arcanjo - arremesso de peso
Geisa Coutinho - 400m e 4x400m
Graciete Moreira Carneiro Santana - maratona feminina
Jailma Salles - 400m e 4x400
Joana Ribeiro Costa - salto com vara
Joelma das Neves - 4x400m
Juliana dos Santos - 3000m com obstáculos
Kauiza Venâncio - 200m e 4x100m
Keila Costa - salto em distância
Leticia Cherper - 4x400m
Maila Paula - 100 com barreira
Marily dos Santos - maratona feminina
Núbia Soares - salto triplo
Rosângela Santos - 100m e 4x100m
Tabata Carvalho - 4x400m
Tatiele Carvalho - 10.000m
Vitória Rosa - 200m e 4x10m

Masculino:

Aldemir Gomes - 200m e 4x100m
Alexander Russo - 4x400
Altobeli Santos da Silva - 3.000m com obstáculos.
Augusto Dutra - salto com Vara
Bruno Lins - 200m e 4x100m
Caio Oliveira de Sena Bonfim - marcha atlética 50km
Darlan Romani - arremesso do peso
Eder Souza - 110m com barreira
Hederson Stefani - 400m
Higor Alves - salto em distância
Hugo Balduino - 4x400m
João Vitor de Oliveira -110m com barreiras
Jonathan Riekmann - marcha atlética 50km
Jorge Vides - 200m x 4x100m
José Alessandro Bernardo Baggio - marcha atlética 20km
José Carlos Moreira Codó - 4x100m
Julio Cesar Oliveira - lançamento de dardo
Kleberson Davide - 800m
Luiz Alberto Araújo - decatlo
Lucas Carvalho - 4x400m
Lutimar Paes - 800m
Mahau Suguimati - 400m com barreiras
Marcio Telles - 4x400m
Marilson Gomes dos Santos - maratona masculina
Mário José dos Santos Junior - marcha atlética 50km
Moacir Zimmermann - marcha atlética 20km
Paulo Roberto de Almeida Paula - maratona masculina
Pedro Burmann - 4x400m
Peterson Santos - 4x400m
Ricardo Mário de Souza - 4x100m
Talles Frederico - salto em altura
Thiago André - 1500m
Thiago Braz - salto com vara
Solonei Rocha da Silva - maratona masculina
Vitor Hugo dos Santos - 100m e 4x100m
Wagner Domingos - lançamento o martelo

Mauro Vinícius da Silva
Duda está fora da Rio-2016 até agora (Foto: JANEK SKARZYNSKI/AFP)