Operários protestaram nesta quinta-feira em frente ao Parque Olímpico (Foto: Reprodução/site Sintraconst-Rio)

Operários protestaram em frente ao Parque Olímpico do Rio de Janeiro (Foto: Reprodução/site Sintraconst-Rio)

LANCE!
12/01/2016
17:29
São Paulo (SP)

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil (Sintraconst) do Rio de Janeiro, os protestos realizados por trabalhadores demitidos da obra do Centro de Tênis, no Parque Olímpico, surtiram efeito.

Questionando o não-pagamento da rescisão contratual e o último salário devido, de dezembro do ano passado, 356 operários protestaram por três dias diante da instalação no Rio. Nesta terça-feira, em seu site oficial, o Sintraconst confirmou que o consórcio ITD (Ibeg/Tangram/Damiani) irá quitar os valores.

O acordo foi firmado entre o Sindicato e a Prefeitura do Rio, e prevê que a primeira parcela dos pagamentos aconteça nesta quinta-feira, mediante o comparecimento dos trabalhadores à sede do Sintraconst-Rio.

- É importante que as empresas e os governos fiquem cientes disso: seja a obra pequena ou obra olímpica, os direitos dos trabalhadores não podem ser rasgados.  Vamos seguir mobilizados e atentos em relação às dispensas no Parque Olímpico - disse o presidente do Sintraconst-Rio, Carlos Antonio, que já prevê novas demissões nas instalações devido à crise econômica do estado.