Guilherme Cardoso e Marcelo Laguna
13/08/2016
14:21
Rio de Janeiro (RJ)


A tristeza da etíope Etenesh Diro não durou muito neste sábado, nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Eliminada dos 3.000m com obstáculos ao terminar a eliminatória na sétima colocação no Engenhão, a competidora ganhou uma vaga na decisão após uma análise da prova feita pela Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF). Vale lembrar que a competidora acabou a disputa com apenas uma sapatilha em seus pés, já que o outro estava descalço.

O júri de apelação da IAAF tomou a decisão depois de um protesto dos etíopes com base em uma análise de vídeo da disputa. Além da atleta da Etiópia, foram beneficiadas a irlandesa Sara Louise Treacy e a jamaicana Aisha Praught. Todas participaram da terceira bateria eliminatória. Assim, a final, marcada para segunda-feira, vai contar com 18 competidoras.

Antes de saber de sua classificação, Diro não tinha conseguido esconder a tristeza por ter sido eliminada. Ela deixou a pista neste sábado chorando por conta do resultado abaixo do esperado e por causa dos empecilhos encontrados durante a disputa.

A etíope machucou o pé durante a competição e parou por um momento no meio da competição para tirar a sapatilha direita. Em seguida, uma nova parada para tirar a meia. Assim, a atleta terminou com um pé descalço.
Depois da prova, Diro foi atendida pelos médicos e não passou na zona mista de entrevistas.

A competidora de Etiópia é uma das favoritas a obter uma medalha da Rio-2016. Quinta colocada nos Jogos de Londres-2012, ela tem um dos melhores tempos da atual temporada.

Vale lembrar que decisões como a tomada neste sábado pela IAAF não são comuns, principalmente em provas como os 3.000m com obstáculos.