Luis Fernando Coutinho
17/08/2016
15:23
Rio de Janeiro (RJ)

Última esperança de medalha brasileira para o Brasil no boxe da Rio-2016, Andreia Bandeira não teve o mesmo mérito do companheiro de seleção Robson Conceição. Contra a chinesa Qian Li, ela mostrou garra, mas acabou superada na decisão unânime dos juízes após quatro rounds de combate ocorrido nesta quarta-feira.  

Com uma envergadura menor, a brasileira começou o duelo trabalhando bem suas entradas e furando a base da rival. Andreia encaixou bons golpes de esquerda e explorou bem os ganchos. A partir do segundo assalto, seu ímpeto diminuiu, a chinesa teve um volume melhor e o triunfo veio na decisão unânime dos juízes a favor de Qian Li.

- Achei que lutei bem, melhor que na primeira luta, mais tranquilo, menos estressada. Fui mal no terceiro round. No ringue temos de pensar rápido, mas estou contente pelo resultado. Cheguei na Olimpíada, minha jornada teve muitas lesões, altos e baixos e estou muito feliz só de estar aqui - comentou, logo após a derrota.

A derrota de Andreia Bandeira representa a despedida do boxe brasileiro nas competições da Rio-2016. Com o ouro de Robson Conceição, o país alcançou o maior resultado de sua história em olimpíadas. 

A LUTA
​1º round

O duelo começou com Andreia mais eficiente. A brasileira, apesar da menor envergadura, soube fazer suas entradas bem trabalhadas e pontuou com alguns ganchos. Por diversas vezes o combate foi interrompido para a separação das rivais, que acabavam presas no clinch. 

2º round

​O segundo assalto seguiu parecido com o primeiro. Quando Andreia encurtava, chinesa segurava no clinch. Volume de Qian foi levemente maior, mas brasileira acertou golpes mais fortes e balançou a adversária algumas vezes. Chinesa trabalhou bem movimentação.

3º round

Na terceira etapa, Andreia diminuiu o ritmo e se aproximou menos da chinesa, que manteve bem a distância, encontrou o tempo da rival tupiniquim e acertou golpes potentes na distância.

4º round 

Empurrada pela torcida, Andreia buscou mais a luta no último round, mas esbarrou no preparo físico. Com envergadura menor, lutadora não conseguiu achar os melhor golpes e acabou dominada. No resultado oficial, vitória na decisão unânime dos juízes.