Vôlei de Praia - Alison e Bruno

(Foto: Paulo Sergio/Lancepress!)

Jonas Moura
13/08/2016
11:50
Rio de Janeiro (RJ)

Alison e Bruno Schmidt deixaram para trás o susto vivido há dois dias. Com pouco tempo para se recuperar de uma torção no tornozelo direito, sofrida na vitória sobre Carambula/Ranghieri (ESP), o Mamute entrou com gás e, auxiliado pelo parceiro, decretou neste sábado a eliminação dos espanhóis Herrera e Gavira por 2 a 0, parciais de 24-22 e 21-13, na Arena de Copacabana. Agora, estão nas quartas de final.

A confiança de Alison era nítida desde o início. Após dias de fisioterapia e gelo para driblar as dores, o capixaba conseguiu se soltar em quadra. A lesão havia limitado seus movimentos na partida anterior, quando ocorreu a contusão. Desta vez, a dupla europeia sentiu na pele a força e habilidade da parceria verde e amarela, que agora devem ter outra pedreira pela frente.

- Meu pé está 100%. Nesses dois dias, tratei muito com a equipe médica do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). Estou sem dor nenhuma. Uso a botinha por precaução. Saltei e bloqueei. Garanto para vocês que não senti - disse Alison, que destacou a superação da dupla com Bruno nos últimos anos.

- Nunca foi fácil. Superamos cirurgias, dificuldades, Copa do Mundo na Holanda. Nosso time começou em 2014 no qualifying do Circuito Mundial e hoje representa o país em uma arena olímpica.

Os brasileiros enfrentam na segunda-feira, o vencedor do duelo entre os americanos Dalhausser e Lucena e os austríacos Huber e Seidl, em busca de um lugar na semi. Os times se enfrentam neste domingo, à meia-noite.

Ainda neste sábado, Pedro e Evandro disputam a partida das oitavas contra os russos Liamin e Barsuk, às 16h.