Piscina do Maria Lenk verde

Piscina do Maria Lenk verde (Foto: AFP)

Thiago Perdigão
09/08/2016
20:22
Rio de Janeiro

Além dos bonitos saltos, chamou a atenção do público que foi ao Maria Lenk nesta terça-feira a cor da água no tanque onde as atletas mergulham. A água do local estava bem verde, bem diferente do tradicional azul das piscinas, como a do polo aquático, que fica no mesmo complexo.

A organização dos Jogos divulgou, via Twitter, que testes foram feitos no local e não detectaram má qualidade da água. E que o problema estava sendo investigado e posteriormente seria corrigido.

Para algumas atletas, no entanto, a água verde não causou nenhuma estranheza.

- Participei de uma competição em Brasília, e lá aconteceu o mesmo. Uma bomba quebrou na piscina e a água ficou verde por isso. Acho que deve ter sido o mesmo aqui. Mas isso não afetou em nada a competição - afirmou Ingrid Oliveira, brasileira que terminou em oitavo lugar no salto sincronizado feminino na plataforma de 10m.

A brasileira também  disse que quando os treinos começaram, pouco antes da abertura da competição, a água já estava com a cor alterada, mas ficou mais verde no momento da disputa. Segundo Oliveira, ela não percebeu reclamações de outras competidoras porque não fala inglês. Mas a malaia Pandelela Rinong Pamg, medalha de prata na competição, a cor da água realmente não mudou nada;

- Por que as pessoas estão perguntando da água? Acho que a água está normal para uma competição ao ar livre, então isso não foi um problema para nós, nem afetou nossa performance - afirmou Pamg.