Luis Fernando Coutinho
12/08/2016
17:34
Rio de Janeiro (RJ)

A Olimpíada Rio-2016 foi curta para Adriana Araújo. A brasileira estreou nos jogos nesta sexta-feira, perdeu na decisão para a finlandesa Mira Potkonen e acabou eliminada da competição após luta de quatro rounds.

Com um boxe "plantado", a brasileira se manteve no centro do ringue, enquanto a finlandesa se movimentou melhor. Apesar de ter conectado golpes mais efetivos, a brasileira sofreu diante do volume da rival, que trabalhou mais ativamente. Adriana teve o apoio do público e acertou os melhores golpes, mas os juízes entenderam que o triunfo na decisão dividida deveria ser da representante da Finlândia.

- Vou fazer uma pergunta a vocês. O que vocês acharam da luta? Achei que meus golpes foram mais contundentes. Mais duros, mais nítidos. Mas agora vida que segue. Não estou feliz com essa situação, mas sou uma atleta, temos que aceitar essas situações - comentou, logo após a luta.

Medalha de bronze no boxe feminino em Londres-2012, Adriana Araújo era tida como uma das grandes esperanças de medalha do país no boxe.

A LUTA

1º round
A brasileira começou mais técnica e eficiente. Enquanto a finlandesa a cercava, Adriana boxeava plantada e acertava os melhores golpes. Alguns levantaram o público presente.

2º round
Na segunda etapa, a finlandesa encontrou a distância, conectou os melhores socos e sacudiu Adriana, que teve dificuldades para boxear na curta distância. A torcida ajudou a brasileira a reagir com contragolpes efetivos, mas nada que assustasse sua rival.

3º round
Na terceira etapa, a atleta tupiniquim melhorou, mas foi melhor apenas no início do assalto. No fim, ela perdeu o ímpeto. Seus golpes de esquerdas eram os que faziam mais efeito na adversária.


4º round
Em busca de uma virada na luta, a finlandesa partiu para cima, pressionou a brasileira e melhorou no combate. Adriana encerrou o combate exausta, mas foi ovacionada pelo público.