Sala do Presidente da Lusa quebrada após rebaixamento

Reprodução da internet

RADAR/LANCE!
19/09/2016
15:25
São Paulo(SP)

Mais um episódio triste em nosso futebol. Após a derrota da Portuguesa por 2 a 0 para o Tombense, em Tombos, neste domingo, que consumou o rebaixamento da Portuguesa à Série D,  cerca de 40 torcedores invadiram a sala do presidente José Luiz Ferreira, no Canindé. 

O presidente, assim como demais funcionários não ficaram feridos. O mandatário não estava no estádio no momento da invasão e ficou sabendo do ocorrido através de funcionários dos clubes. De acordo com fotos divulgadas pelo clube mostram cadeiras quebradas, gavetas abertas e documentos pelo chão.  Ainda não há informações sobre os autores do crime.  Imagina-se, porém, que tenha relações com a Leões da Fabulosa, principal organizada da Portuguesa. 

– Funcionários do clube me ligaram. Nas fotos que me mandaram, pelo que eu vi, documentação está toda no chão. Minha vida profissional já teve coisa muito pior. São covardes. Andam em turma e sempre fazem nas costas – disse Ferreira em entrevista ao site Globoesporte.com 

A crise da Portuguesa começou em 2013. Na primeira divisão daquele ano, a Lusa acabou sendo rebaixada após escalar um jogador irregularmente. Desde então, o clube entrou em uma crise financeira sem precedentes.

Além de ir caindo divisão por divisão, a Lusa também caiu para a Série A2 no Paulistão . Endividado, o clube leiloará a  parte do estádio Canindé que lhe pertence. O leilão está marcado para o dia 7 de novembro.