Renan no Morumbi

Volante da Portuguesa conversa com torcedor durante o segundo tempo de São Paulo x Trujillanos (Foto: Bruno Grossi)

RADAR/LANCE!
08/04/2016
12:50
São Paulo (SP)

Nesta quinta-feira, o volante da Renan foi afastado do elenco da Portuguesa. O jogador, que na última terça, foi visto no Morumbi torcendo para o São Paulo na vitória por 6 a 0, contra o Trujillanos, pela Libertadores, disse que a Lusa entendeu o ocorrido como uma falta de respeito e, por isso, tomou tal decisão.

- O afastamento foi por eu ter ido ao Morumbi e por ter saído nas mídias. Eles (direção do clube) não gostaram e acharam que foi desrespeito - disse o jogador à ESPN, explicando ainda a forma como recebeu a notícia.

- Cheguei para treinar e o gerente de futebol Carlinhos me chamou. Disse que eu estava afastado por decisão da diretoria, por estar aparecendo nas mídias e por ter visto o jogo do São Paulo no Morumbi. Era para eu aguardar. Peguei meu carro fui embora e esperei para que eles entrassem em contato. Solicitou que eu fosse para uma reunião com o presidente. Dai, ele já deu outra versão, dizendo que não contaria mais comigo pelo salário alto, que cortariam gastos para a Série C pela metade, mas estranho, porque não sei se aconteceria isso se eu fosse no jogo. Eu era o pilar do planejamento para a Série C uma semana antes, ouvi isso de um dirigente, depois acabou o dinheiro? - questionou o volante.

Renan também comentou como surgiu o vídeo publicado em mídias sociais. Segundo o jogador, a gravação foi feita por conta de um pedido de um grupo de torcedores.

- Criaram um grupo, que chama "Órfãos de Edcarlos". Eles me deram uma camisa, e pediram pra gravar um vídeo para esse grupo - explicou, ao SporTV.

Além disso, o volante garantiu que já esteve em outros estádios enquanto jogador da Lusa, e considerou seu comportamento normal, visto que estava acompanhando seu ex-clube durante um momento de lazer.

- O que fiz terça-feira,  fiz outras vezes. Um exemplo é que tenho amigo com camarote do Palmeiras e vi partidas lá. Vi também jogos da Copa do Mundo e isso é uma coisa que é comum. É meu momento de lazer e o que faço fora da minha profissão. Foi apenas isso que fiz na terça-feira. Estava no meu momento de lazer e ver futebol e aprender como os times se posicionam, lá de cima, é muito melhor. Não é novidade que sou são-paulino e o que eu fiz não foi a primeira vez - destacou.

O jogador lembrou ainda que o momento da Portuguesa, quase rebaixada à Série A3 do Campeonato Paulista nesta temporada, está ainda mais complicado, inclusive, com atrasos em direitos de imagem.

- Estou cinco meses com direito de imagem atrasado e nunca procurei ninguém para falar disso, quando torcedores vieram aqui, nunca falei disso e eles acharam que eu indo ao Morumbi eu desrespeitei o clube - lamentou, contando que após a repercussão nas mídias sociais, ele passou a receber ameaças.

- Depois dessa repercussão toda, os torcedores da Portuguesa estão falando até coisas que extrapolam, falaram até que eu criei coisa para o Ricardinho sair[...]Recebo mensagem de torcedor, está uma coisa bem desagravável - finalizou.