Eduardo Baptista

Com gol de Lucca, a Ponte Preta venceu o Corinthians na noite deste domingo (Foto: Reprodução)

LANCE!
29/10/2017
20:59
Campinas (SP)

A Ponte Preta não foi nem de perto vista como favorita a conquistar a vitória diante do Corinthians. Na zona de rebaixamento, a Macaca busca forças para crescer no Campeonato Brasileiro e evitar a degola. Neste domingo, a equipe deu mais um grande passo em direção ao seu objetivo principal, que é permanecer na Série A. Diante do líder da competição, a Ponte garantiu a vitória por 1 a 0, com gol de Lucca e assumiu a 17ª colocação da tabela, com 35 pontos.

Em ritmo de comemoração após garantir uma importante vitória diante do Corinthians, que não vive uma boa fase no returno do Brasileirão, tendo perdido seis dos 12 jogos disputados na etapa, o técnico Eduardo Baptista exaltou a atuação de sua equipe dentro de campo.

- A gente vinha de boas atuações e a vitória reflete isso. O grupo precisava desse resultado, que já estávamos buscando. Fizemos isso contra o Santos, realizamos um bom jogo contra o Palmeiras, fizemos um jogo em que sofremos dois chutes e tomamos dois gols e infelizmente não conseguimos mudar. Então esta é uma partida importante, onde a garra e a organização da Ponte Preta fez prevalecer sobre uma grande equipe, a melhor do Campeonato Brasileiro hoje. A gente fica contente de ver a disposição e a ideia comprada pelos atletas, o que me deixa muito orgulhoso. Tudo o que colocamos para eles, eles fazem e ver a alegria na cara do torcedor e do jogador dentro do vestiário é muito gratificante - apontou o treinador.

Durante a coletiva após a partida, o treinador voltou a frisar a importância de ter deixado o Majestoso com uma vitória diante do líder do campeonato e comentou a origem da jogada que resultou no gol de Lucca.

- Nós vencemos a melhor equipe do futebol brasileiro hoje, o time que está melhor qualificado e é o campeão paulista. Foi uma reedição da final do Estadual, mais um grande jogo e a Ponte Preta esteve bem. A gente sabia que se quiséssemos ter alguma vantagem sobre o Corinthians, precisávamos ser organizados e nós fomos! Conseguimos jogar, criar, sabíamos aonde encontrar os espaços e fomos buscar. A jogada do gol foi insistentemente treinada nesta última semana. O time sabia que tinha que chegar, sempre o extremo do lado oposto chegaria de cabeça. Podia ser o Danilo e foi o Lucca. Então eles compraram a ideia - explicou Eduardo.

Com mais sete rodadas pela frente, a Ponte Preta precisa manter o alerta ligado para não ser degolada. Os três pontos conquistados neste domingo aliviam a situação da Macaca, que tem o mesmo saldo do Coritiba, primeiro time fora da zona de rebaixamento. O comandante alvinegro entende a responsabilidade de vencer as próximas disputas e, para motivar ainda mais a equipe, exalta o trabalho dos jogadores, que puseram em prática o que foi realizado nos treinos, garantindo um bom resultado diante da torcida.

- Isso faz acreditar que com trabalho a gente pode buscar. Temos um árduo caminho pela frente em busca de vitórias. A primeira linha, eu sabia que ia enfrentar o melhor centroavante do futebol brasileiro e que os meus dois melhores zagueiros eram o Yago e o Rodrigo nessa bola no alto. O Rodrigo, com a sua experiência, tentou afastar o Jô do jogo, então essa experiência valeu e a primeira linha como um todo, colocando o Nino e o Jeferson, foi muito bem e o Corinthians conseguiu chegar poucas vezes por dentro. As chances do Corinthians foram bolas alçadas, onde o Jô dá muito trabalho, mas não perdemos uma ou quase nenhuma de cabeça e a gente teve sucesso nesse ponto - finalizou.

A Ponte Preta volta aos gramados no próximo domingo para enfrentar o Bahia. O confronto, válido pela 32ª rodada do Brasileiro, acontece às 18h, na Arena Fonte Nova.