Aranha - Ponte Preta x Corinthians

Aranha foi o grande nome da Ponte na vitória sobre o Corinthians (Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image)

LANCE!
31/10/2017
19:18
Campinas (SP)

A vitória sobre o líder Corinthians não livrou a Ponte Preta das ameaças de rebaixamento. Com 35 pontos, a Macaca ainda se encontra na zona da degola, na 17ª posição. Faltando sete rodadas para o fim do campeonato, cada partida agora é uma final, e a próxima é contra o Bahia, neste domingo, em Salvador.

Para o goleiro Aranha, o triunfo sobre o Timão serviu sim para dar um gás na confiança da equipe. Porém, o arqueiro frisou a importância de manter os pés no chão, já que o campeonato é muito equilibrado.

- A vitória no domingo nos deixou em uma condição um pouco melhor para depender apenas dos nossos resultados, isso é o mais importante. O Campeonato está muito equilibrado e muito difícil para todo mundo, você ganha do líder e perde para o lanterna. Temos que manter o foco. Não achar o melhor quando vai bem, mas quando a vitória não vem não pode deixar se abater - afirmou Aranha.

Analisando os últimos resultados da equipe, o goleiro acredita que a Ponte teve sim um bom retrospecto, com excessão em um jogo ou outro, como contra o Avaí, dentro de casa.

- É lógico que a zona de rebaixamento incomoda muito e vamos fazer nosso máximo para sair dela o quanto antes. O fato é que nós enfrentamos em uma sequência muito pesada - Palmeiras, Flamengo, Corinthians, Cruzeiro e Santos - e somamos sete pontos, o que mostra um bom trabalho. Sim, deixamos escapar uma vitória ou um empate em casa, contra o Avaí, mas está muito equilibrado e temos condições de nos manter na série A - avaliou.

Por fim, Aranha disse compreender a insatisfação do torcedor. Ele afirmou que está ciente do temperamento vindo da arquibancada, que é a mesma que vaia e aplaude, mas que a única certeza é que todo o grupo está comprometido em livrar a Ponte do rebaixamento.

- A gente e o grupo entende a insatisfação da torcida, a crítica. O torcedor não quer explicação: ele quer a vitória. Ganhou, sai alegre, todo mundo é bom, o trabalho é ótimo, segue a vida, tudo certo. Perdeu, ninguém presta, o trabalho não é bom. No domingo chegamos ao estádio, como nas outras vezes, sem receber apoio e mesmo assim temos que honrar a camisa, correr bastante, se dedicar e trazer o torcedor para o nosso lado. E a única maneira de trazer o torcedor para o nosso lado é vencendo: conseguimos fazer isso domingo e esperamos continuar fazendo daqui para frente - completou o jogador.

Bahia e Ponte Preta se enfrentam neste domingo, às 17h, na Fonte Nova, em Salvador. Depois, a Macaca recebe o Grêmio, dia 8/11, no Moisés Lucarelli.