Ana Canhedo e Thiago Ferri
06/09/2016
20:15
São Paulo (SP)

A Wada, Agência Mundial Antidoping, notificou, nesta terça-feira, o staff do centroavante Alecsandro, do Palmeiras, de que os resultados de seus exames acusaram falso doping. A notificação oficial, contudo, deve chegar ao clube e atleta entre quarta e quinta-feira. O empresário Oldegard Filho, que trabalha com o jogador, comemorou o fato em sua página em rede social. 

A reavaliação do caso foi feita pelo mesmo laboratório que havia apontado o doping, realizado prova e contraprova, localizado em Los Angeles, nos Estados Unidos. A Comissão de Antidoping do Brasil, além dos representantes do jogador, foi comunicada sobre o resultado da nova análise. O Palmeiras, por sua vez, não foi oficialmente notificado. 

"Não tenho palavras para descrever a alegria e emoção que sinto neste momento. A Wada acaba de confirmar o falso doping para a reação química flutamina/andarina/metabólicos. A justiça foi feita para este grande atleta, homem íntegro, pai de família exemplar, que vem sofrendo muito nesses últimos dias pela punição injusta imposta", escreveu Oldegard no Facebook.

Ao L!, o empresário afirmou que a notícia chegou nesta terça-feira no escritório dos representantes do atleta e lamentou não ter controlado a própria empolgação ao prontamente postar no Facebook a notícia. Alecsandro não irá se manifestar até que a Wada torne oficial a notificação.

Por enquanto, Alec segue suspenso por dois anos, após ter sido flagrado em exame antidoping no jogo contra o Corinthians, no dia 3 de abril, pela primeira fase do Campeonato Paulista, no Pacaembu. Foi encontrado em seu organismo um anabolizante metabólico do andarine, substância proibida pela Wada.