LANCE!
27/10/2016
10:00
São Paulo (SP)

A última visita do Palmeiras à Vila Belmiro, palco do jogo de sábado, contra o Santos, terminou com um aviso de Cuca: o Palmeiras seria campeão brasileiro deste ano. A equipe havia acabado de ser eliminada nos pênaltis pelo Santos na semifinal do Paulista, e o técnico buscou uma forma de motivar jogadores e torcida.  

- Vamos brigar e vamos ser campeões. Vamos fazer tudo certinho. O Palmeiras sai da melhor forma que poderia sair, se é que existe. Sai com honra, com dignidade. Vamos buscar o Brasileiro, trazendo reforços - disse Cuca, no dia 24 de abril.

Naquela eliminação, o time estava começando a se acertar depois de problemas no Estadual. Acumulava sete jogos sem perder após o início ruim do técnico, com quatro derrotas consecutivas, incluindo a goleada por 4 a 1 do Água Santa.

Dali em diante, iniciou-se a reformulação no elenco, encabeçada por Cuca. As principais saídas foram as de Lucas e Robinho, trocados por Fabiano e Fabrício, do Cruzeiro. Tchê Tchê e Mina chegaram por indicação do técnico, assim como Róger Guedes, que já estava no clube e foi titular naquele duelo na Vila. Leandro Pereira também foi contratado.

Hoje, o treinador considera que avançou na "profecia", cada vez mais perto de se concretizar. O time liderou 23 das 32 rodadas e está com seis pontos de vantagem para o Flamengo, segundo colocado.

- Nesse segundo turno, temos um aproveitamento absurdo, quase 80% de aproveitamento em 14 partidas. Nós conseguimos 34 pontos nesse segundo turno, é muita coisa. Isso acontece lá com o Real Madrid, com o Barcelona, com o Bayern, com a Juventus. Aqui tem 12 times iguais. Essa produção que estamos tendo nos dá a certeza de estar no caminho certo. Estamos no 32º andar da nossa edificação. Se não fizer nada errado, a gente vai terminar - disse, domingo passado.