Palmeiras

Vitor Hugo disputa bola com Herrera durante o jogo no Gigante de Arroyito (Foto: Cesar Greco)

Fellipe Lucena 
07/04/2016
10:05
Enviado Especial a Rosario (ARG)

Vitor Hugo não gostou da atuação do árbitro Roddy Zambrano, do Equador, no eletrizante 3 a 3 entre Palmeiras e Rosario Central (ARG). O zagueiro contestou o pênalti marcado pelo juiz em cima de Musto (cometido pelo camisa 4), além de suas decisões no decorrer do jogo no Gigante de Arroyito.

- Tem árbitro que dá, arbitro que não dá (o pênalti). Se o cara (Musto) tivesse ido na bola, não tinha o que reclamar. Mas o árbitro queria arrumar alguma coisa. Na expulsão do Gabriel (Jesus), ele no mínimo tinha de expulsar os dois - lamentou o zagueiro palmeirense.

- Teve o agarra-agarra normal, como em toda bola parada. Mas senti o juiz um pouco malicioso, porque eles fazendo a parede é falta também e ele não estava dando. A gente não tem que reclamar, tem de trabalhar. Não foi o que a gente queria, mas nos deixou vivo - acrescentou.


Com cinco pontos, o Palmeiras é o terceiro colocado da chave e agora depende de uma combinação de resultados para se classificar. O próximo jogo será na quinta-feira, contra o River Plate (URU), no Allianz Parque, e o Verdão terá de vencer. Vitor Hugo ainda acredita na vaga.

- Ficou difícil, não esperávamos o empate, nos defendemos bem, e conseguimos os gols. O empate não podemos comemorar tanto, mas ainda estamos vivos e isto que é importante. Agora com uma combinação de resultados, fazendo nosso papel em casa, vamos classificar - completou.