Dudu

Dudu teve de fazer pronunciamento para explicar que tem lesão e que Cuca estava certo (FOTO: Cesar Greco)

Fellipe Lucena
26/03/2016
08:00
São Paulo (SP)

Aconteceu de tudo nesta "semana maluca" do Palmeiras. A única coisa que não aconteceu foi o time ganhar. Com três derrotas em três jogos com Cuca, o clube precisa bater o Água Santa, neste domingo, em Presidente Prudente, para voltar a ter paz.

A falha bizarra do goleiro Vagner, que levou um gol do meio de campo no jogo-treino contra o Nacional-SP, até poderia ser o assunto de sexta na Academia de Futebol, mas o lance foi ofuscado por mais um capítulo do "caso Dudu".

O clube levou o camisa 7 e o médico Otávio Vilhena até as arquibancadas do CT, onde os jornalistas acompanhavam o treino, para que eles informassem que há, sim, uma lesão na coxa direita do jogador, mesmo que ele tenha esbravejado ao ser substituído contra o Red Bull e que Cuca até tenha assumido a culpa dizendo que o tirou sem um parecer médico definitivo.

- Realmente aconteceu uma pequena lesão e vou ter de ficar fora desse jogo. Cuca tinha razão, todos da comissão tinham razão - disse Dudu, em rápido pronunciamento.

Perto dali, Cleiton Xavier dava sequência à sua rotina de trabalhos físicos com uma enorme proteção na panturrilha direita. Márcio Rivellino, agente do camisa 10, foi ao Twitter no dia 15 para dizer que seu cliente estaria à disposição da comissão técnica nesta semana. A semana acabou e o meia segue afastado e sem previsão de retorno.

O departamento médico ainda teve preocupações com Vitor Hugo, que passou uma noite no hospital após um choque de cabeça, e Cristaldo, que voltou a treinar após quatro jogos fora por lesão e sentiu novamente. Ambos devem ficar fora em Prudente.

Até um áudio de autor anônimo que circula no WhatsApp causou ruídos. A voz diz que o elenco está rachado em três, com grupos liderados por Prass, Robinho e Zé Roberto. Os atletas se irritaram.

- Essa pessoa não tem rosto, não tem nome. Seria bom aparecer e mostrar a cara, já que teve coragem de falar tanta besteira - disparou Prass.

De todos os fatos inusitados, o que causou menos efeitos foi a "fuga" do porcão voador do clube, que saiu do Pacaembu desgovernado na quinta-feira, mas foi resgatado.

A SEMANA MALUCA DO PALMEIRAS

Domingo - Time perde por 2 a 1 para o Audax e Cuca diz que terá muito trabalho: “Até mais do que eu pensava”.

Segunda-feira - Muros do Allianz Parque amanhecem pichados. “Acabou a paz, pilantras”, era uma das mensagens escritas.

Terça-feira - Começa a circular no WhatsApp um áudio com informações sobre um suposto racha no grupo. Ninguém assumiu a autoria, mas atletas se irritaram. “Torcedores acreditaram”, disse Prass.

Quarta-feira - 
Cuca confirma time para enfrentar o Red Bull com cinco mudanças em relação ao jogo anterior. Lucas diz que áudio deve ser coisa de corintiano.

Quinta-feira - 
Time perde para o Red Bull. Organizada protesta com faixas e cânticos no Pacaembu, Dudu se irrita com substituição e causa mal-estar com Cuca. Vitor Hugo passa a noite no hospital após bater a cabeça.

Sexta-feira - 
Dudu tem lesão constatada, Vagner leva frango em jogo-treino e Cristaldo se machuca. Cleiton Xavier? Só físico...