Rafael Bullara e Thiago Ferri
18/06/2016
08:00
São Paulo (SP)

Quando entrar em campo neste sábado, às 16h, para enfrentar o Santa Cruz, o Palmeiras chegará à sua 50ª partida no Allianz Parque. Casa do Verdão desde novembro de 2014, a arena, sucesso de público e renda, tem sido decisiva neste bom início do time no Brasileiro: três vitórias em três jogos. Um novo triunfo nesta tarde dá a liderança outra vez ao Alviverde.

Contando todas as competições, o Verdão nem sofreu gols com Cuca no novo Palestra: são cinco vitórias em cinco jogos, 13 gols feitos e nenhum levado. Ao todo, o time tem 68% de aproveitamento no Allianz, com 89 gols marcados e 42 sofridos. No período, o clube embolsou R$ 68 milhões só de renda líquida.

De todos os 49 jogos até agora, o torcedor Bruno Shayani, de 24 anos, assistiu a 48. O palmeirense só não foi à abertura do estádio, a derrota para o Sport, por 2 a 0, pelo Brasileirão de 2014.

– Neste não pude ir, ainda bem (risos). Eu morava em Indaiatuba ainda, era um dia de semana e eu ainda não era Avanti. Não consegui ingresso e ainda tive de viajar a trabalho – conta Bruno, ao LANCE!.

Bruno
Bruno (de boné), durante jogo no Allianz (Foto: Arquivo Pessoal)

Após isto, o engenheiro mudou-se para perto do Allianz Parque, tornou-se sócio-torcedor e considera as partidas no Palestra uma parte de sua rotina, como é o seu trabalho.

– É um compromisso mesmo, eu gosto, sou bem fanático. Quando eu morava no interior, tentava ir na maioria dos jogos, mas aí tinha de pagar passagem, pedágio... Agora é um compromisso que eu criei nos últimos dois anos – acrescenta.

Assíduo frequentador do Gol Norte, Bruno assistiu de perto ao sofrimento do quase rebaixamento em 2014, às vitórias sobre o São Paulo em 2015 e à vitoriosa campanha na Copa do Brasil. Nesta tarde, ele estará no estádio e já comprou o ingresso para o jogo de terça, contra o América-MG.

Contra o Santinha, uma vitória simples recolocará o Verdão na ponta do Brasileiro, ao menos até o Inter enfrentar o Figueirense, domingo. Até agora, a melhor lembrança que Bruno e a torcida têm no estádio é a vitória sobre o Santos, que deu o título da Copa do Brasil. Agora, a esperança é por no fim do ano ver festa parecida no Allianz Parque, mas pela conquista do Brasileirão.

Confira um bate-bola com Bruno Shayani, torcedor do Verdão:

Quais as imagens mais marcantes do Allianz Parque para você?
Tem a final (da Copa do Brasil), mas me marcou muito o gol do Robinho, contra o São Paulo (no meio-campo). A reação do Rogério Ceni, olhando para o estádio sem entender, marcou. Ali acho que eu senti que o estádio era a casa do Palmeiras, mesmo.

Como concilia tantos jogos com sua namorada e amigos?
Minha namorada vai a alguns jogos comigo, mas o Dia dos Namorados tive de renegociar para sexta, já deixei de ir para aniversário de amigo em dia de jogo...dei alguns “gatos“ (risos).

Está empolgado com o time?
O torcedor está vacinado para não se empolgar, mas você vê que o time em 2015 oscilava por não ter padrão. Agora tem, a equipe se expõe menos. Não vou falar em título ainda, mas acho que vai brigar até o fim pelo G4.