LANCE!
17/10/2016
15:33
Rio de Janeiro (RJ)


O Palmeiras briga pelo título do Campeonato Brasileiro, mas independentemente do que acontecer na reta final já sabe que estará na próxima Copa Libertadores. Por isso, é preciso olhar o mercado com atenção, pelo menos para repor perdas que deverão acontecer ou que já são concretizadas, como Gabriel Jesus, negociado com o Manchester City. Na opinião de João Carlos Assumpção, colunista do LANCE!, o Verdão tem que monitorar o mercado.

- O elenco do Palmeiras é, a meu ver, o mais forte do Brasileirão e mesmo no gol mostrou que tinha substituto para Fernando Prass, lesionado. Mas vai perder Gabriel Jesus para a Europa e precisa de um novo atacante, já que Rafael Marques está bem abaixo do titular e não se dá às mil maravilhas com Cuca. Tentaria trazer, então, Luan, atacante do Grêmio, que é um jogador que se desloca muito bem, oportunista, com vontade de se aprimorar e que tem muito a crescer e a render ainda. Cairia muito bem no Verdão - disse João Carlos.

A necessidade de o Palmeiras se reforçar para suprir perdas é opinião compartilhada por Fabio Chiorino, do Blog 2 pontos, do LANCE!.

- Independente do resultado final do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras já sabe que precisará olhar para o elenco em 2017. Nada muito radical, como foi no início de 2015, mas o momento do time colocou em evidência jogadores importantes e um possível título nacional tornará ainda mais árdua a missão de manter seus destaques. Gabriel Jesus foi vendido ao Manchester City no meio do campeonato. Tchê Tchê, Dudu e Moisés formam um trio titular que deve receber propostas de fora assim que a janela reabrir. Então é preciso se antecipar a possíveis perdas. Dinheiro não deve ser o problema. Recentemente, Alexandre Mattos revelou que o Palmeiras deve trabalhar com um orçamento superior a R$ 400 milhões para o próximo ano.

NOMES INDICADOS

Além de Luan, atacante do Grêmio, João Carlos Assumpção vê outras boas possibilidades para o Palmeiras.

- Vejo ainda com certa preocupação a questão dos laterais. Adiantaria, então, Jean para o meio-campo e traria um outro lateral-direito. Meu preferido é Fabinho, do Monaco, um jogador talentosíssimo, que não só marca bem como sabe sair jogando. Caso seja inviável sua contratação outra boa opção seria William do Inter, atleta que tem um bom toque de bola, marca com eficiência, apoia com segurança, mas tem, no temperamento explosivo, o ponto mais controverso a meu ver. Mesmo assim creio que seria um ótimo reforço. Para a outra lateral, com Zé Roberto perto da aposentadoria, tentaria trazer Gustavo Scarpa, do Fluminense, que tem a vantagem de estar atuando no meio, mas começou na lateral esquerda e pode voltar a jogar na posição. Tem na versatilidade seu principal trunfo. Mas outra opção, talvez mais plausível e até melhor do que Scarpa, seria Michel Bastos, tão contestado no São Paulo e que deveria procurar novos ares. No Tricolor está sem clima, mas é um baita jogador e cairia como uma luva no Palmeiras - disse Janca.

Para Fabio Chiorino, é importante a atual comissão técnica trabalhar com bons nomes para suprir carências.

- Independente de quem sai, Cuca e comissão técnica já avaliam o que tem hoje em mãos. E aí surgem algumas carências. Cleiton Xavier era a esperança de todo o palmeirense após a tortuosa relação com Valdivia. Não vingou e virou um reserva de luxo, que entra em momentos estratégicos, mas sem o status de “salvador da pátria”. Moisés acabou assumindo a posição, mas muitas vezes se vê sobrecarregado no setor. Então o Palmeiras precisa de um meia de velocidade, aproveitando o ritmo acelerado que marca o ataque alviverde. Especula-se Éverton Ribeiro, mas outra solução bem interessante seria Gustavo Scarpa, seguramente um dos melhores jogadores atuando no Brasil nos últimos dois anos. A zaga do Palmeiras deve ser olhada com atenção também. Vitor Hugo é outro que tem mercado pela Europa, assim como o colombiano Mina, que no contrato com o Palmeiras já tem sinalizada a prioridade de venda para o Barcelona. Edu Dracena faz uma temporada decente, mas não tem condições de ser titular por uma longa sequência. Tiago Martins ainda tem tempo para evoluir, enquanto Roger Carvalho sumiu do elenco. Uma boa alternativa seria Cleber, zagueiro que deixou o Corinthians no final de 2014 para atuar no Hamburgo da Alemanha. Só Jean é unanimidade nas laterais do Palmeiras. Pela esquerda, Zé Roberto tem papel importante no elenco, o que acaba disfarçando suas falhas de marcação. Egídio também não melhora muito neste quesito e nunca foi no Palmeiras o apoiador que se destacou no Cruzeiro. Valeria uma aposta em Fábio, formado no Fluminense e que hoje atua pelo Middlesbrough. Pela direita, João Pedro ainda pode evoluir - disse ele.

O blogueiro do 2 pontos também reforçaria o ataque.

- No ataque, o Palmeiras precisará ir atrás do famoso “matador”. Lucas Barrios dificilmente deve ficar. Leandro Pereira, Alecsandro e Rafael Marques são coadjuvantes e nada além disso. Keno seria um nome interessante, mas Santos e Flamengo já tomaram a dianteiras nas negociações. William Pottker, que faz um ótimo campeonato pela Ponte, é outra boa aposta. Quem poderia cair como uma luva é o argentino Marco Ruben, um dos destaques do Rosário Central e da última edição da Copa Libertadores - disse Fábio

O ESQUEMA

Os dois colunistas não se preocuparam em mudar o esquema utilizado por Cuca, mas garantir a entrada dos reforços no time da melhor maneira possível.

Time de Fabio Chiorino: Fernando Prass, Jean, Vitor Hugo, Mina e Fábio; Tchê Tchê, Moisés, Gustavo Scarpa e Dudu; Roger Guedes e Marco Ruben

Time de João Carlos Assumpção: Fernando Prass, Fabinho (William), Mina, Vitor Hugo e Gustavo Scarpa (Michel Bastos); Jean, Tchê Tchê, Moisés e Dudu; Luan e Roger Guedes


SITUAÇÃO DOS REFORÇOS

Alguns nomes indicados pelos colunistas não deverão ter negociações tranquilas:


Fabinho (Monaco): Em setembro o lateral prorrogou contrato com Monaco até 2021

William (Internacional): Lateral renovou recentemente contrato até junho de 2018

Gustavo Scarpa (Fluminense): Contratação difícil. Com mercado na Europa, meia tem vínculo com Flu até 2019


Michel Bastos (São Paulo): Tem vínculo até dezembro de 2017, mas parece fora dos planos do São Paulo

Luan (Grêmio): Atacante renovou vínculo com o Grêmio até setembro de 2018


Cleber (Hamburgo): Cotado em outros clubes brasileiros, Cleber tem vínculo até 2018 com o Hamburgo


Fábio (Middlesbrough): Acabou de assinar contrato de dois anos com o clube inglês

Everton Ribeiro ( Al-Ahl): O jogador tem contrato até o fim de 2018 com o clube árabe


William Pottker (Ponte Preta) : Destaque da Macaca, Pottker tem vínculo com o clube até o fim de 2018

Marco Ruben (Rosário Central): O artilheiro tem contrato com o clube argentino até junho de 2018