Vagner

Goleiro do Palmeiras concede entrevista coletiva na Academia de Futebol (Foto: Fellipe Lucena)

LANCE!
21/07/2016
13:16
São Paulo (SP)

Após sete meses, Vagner fará sua estreia no gol do Palmeiras. Com Fernando Prass na Seleção, o camisa 25 pode ficar até seis jogos como titular, caso o Brasil chegue à decisão dos Jogos Olímpicos. O jogador considera que esta é a chance de provar que tem condições de ser o futuro na meta alviverde.

- Quando eu cheguei, falei que um dos motivos para acertar era o tempo de contrato (até 2019). O Prass está tendo a chance dele na Seleção olímpica, espero que tenha na principal, também, porque ele está merecendo. Vou encarar os seis jogos como a chance de mostrar que quando o Prass parar os torcedores pensarem que não precisam contratar, porque tem o Vagner. Se ele tiver mais convocações e eu mais chances, é para mostrar que quando ele parar não tem de ir atrás de outro goleiro - avisou o palmeirense.

No clube, o substituto do ídolo vem sendo preparado cuidadosamente. Nesta quinta-feira, Vagner teve uma conversa particular com Cuca, e antes da ida para a Seleção Prass também deu conselhos ao goleiro de 26 anos. A principal lição: não banque o herói.

- O Fernando sempre conversa comigo, nas concentrações debatemos algumas táticas, vemos jogos, algumas jogadas... Ele falou para eu ter tranquilidade, que as coisas acontecem naturalmente, para fazer o que faço nos treinos e para não ser herói, porque não vou ganhar o jogo sozinho. Cada um fazendo seu papel certo, a soma vai acabar acarretando em uma vitória - acrescentou.

- Já o Cuca é um paizão para todo mundo. Ele conversa, passa tranquilidade. Ele falou que Deus abençoa quem trabalha. Resumindo a conversa foi isso. Disse que sou um cara do bem, e que não tem por que dar errado. Sempre trabalhei sério desde que cheguei, ralei em campo, estou tendo esta chance agora e espero corresponder na minha estreia - completou.

O primeiro jogo de Vagner como titular será neste domingo, contra o Atlético-MG, no Allianz Parque. Os outros cinco durante toda a Olimpíada são: Botafogo (fora de casa), Chapecoense (fora de casa), Vitória (Allianz Parque), Atlético-PR (fora de casa) e Ponte Preta (Allianz Parque).