Matheus Sales

Matheus Sales fará sua sexta partida nesta temporada (Foto: Cesar Greco)

Fellipe Lucena e Thiago Ferri
31/03/2016
08:00
São Paulo (SP)

Ainda em busca da escalação ideal, Cuca usará nesta quinta-feira o quinto time diferente em cinco jogos pelo Palmeiras. Para sair da crise e vencer a sua primeira partida, o técnico usará contra o Rio Claro, às 20h30 no Pacaembu, três volantes. Entre eles, Matheus Sales.

O garoto, revelado na base alviverde, destacou-se no fim do ano passado, quando virou a solução de um setor atrapalhado por lesões. Em 2016, porém, ele pouco atuou. Foram só cinco jogos na temporada, nenhum deles com o atual treinador.

Entre os volantes inscritos no Paulista, Cuca já usou Thiago Santos, Jean, que será o lateral-direito desta vez, Arouca e Gabriel. Faltava apenas Matheus. Assim como no fim de 2015, o camisa 26 entrará no time em um momento de instabilidade. Da última vez, ele correspondeu bem.

Ex-capitão do sub-20, o meio-campista surgiu diante da falta de boas opções com a lesão de Gabriel e não se intimidou mesmo tendo de entrar durante a fase decisiva da Copa do Brasil. Elogiado por todos, o volante recebeu uma valorização e renovou até o fim de 2020 em janeiro.

A alta concorrência, contudo, tirou seu espaço. Os três jogos completos que fez no ano foram contra Santos e Linense (jogo em que o time era reserva), com Marcelo Oliveira, e São Paulo, com Alberto Valentim.

Matheus tem 12 jogos pelo time profissional. Ele ainda não fez gols

Cuca, ao chegar, preferiu recuperar Gabriel, fora há sete meses por conta de uma cirurgia no joelho. Apesar das variações, até agora o treinador não conseguiu fazer o meio de campo render como espera. Ter Matheus junto de outros dois volantes que também sabem marcar e sair jogando é a mais nova estratégia do comandante para fazer a equipe parar de sofrer gols, dar mais qualidade ao meio e afastar o inesperado risco de rebaixamento no Paulista.

Em 2015, Matheus Sales já mostrou ser frio o suficiente para chegar ao profissional, virar titular e ficar marcado principalmente pela boa atuação contra o Santos no Allianz Parque. Desta vez, ele não terá pela frente Lucas Lima, mas com o camisa 26 o Verdão espera colocar no bolso a crise e amenizar o ambiente antes de um Dérbi e da decisão na Libertadores.

OS VOLANTES COM CUCA

Gabriel: Foi a principal mudança de Cuca. Logo que chegou, deu nova chance ao camisa 18, que fez dois jogos, não agradou, voltou ao banco de reservas e agora terá outra oportunidade.

Arouca: Reserva no fim da passagem de Marcelo Oliveira, foi titular em todas as partidas de Cuca.

Jean: Foi usado apenas uma vez por Cuca no meio de campo, contra o Red Bull, e hoje entra na lateral direita na vaga de Lucas, que vive má fase.

Thiago Santos: Fez o caminho inverso de Arouca: era titular com o antigo técnico e agora é banco. Começou contra o Água Santa.