Fellipe Lucena
03/11/2016
07:50
São Paulo (SP)

Não são poucos os palmeirenses que fazem campanha nas redes sociais para que Cuca escale o trio “RGD” no ataque contra o Inter, às 17h de domingo, no Allianz Parque. Os números do Brasileirão mostram que Róger Guedes, Gabriel Jesus e Dudu são letais quando estão juntos na frente.

Os três formaram o trio de ataque em 11 rodadas – é a formação ofensiva mais usada pelo técnico. São sete vitórias, três empates e só uma derrota (2 a 1 para o Cruzeiro, no Mineirão, pelo primeiro turno). O aproveitamento supera os 72% dos pontos, maior que o índice geral do Palmeiras na competição (67,6%).

Essa conta não considera as duas ocasiões em que os três começaram juntos na equipe titular, mas com Dudu deslocado para a função de armador e com um outro atacante no trio ofensivo. Foi o que aconteceu na derrota por 1 a 0 para o São Paulo, logo no início do torneio, quando Alecsandro foi utilizado, e na vitória por 2 a 1 sobre o Coritiba, já no segundo turno, quando Erik atuou.

Apesar dos bons números, o trio foi desfeito nas últimas duas partidas. Na vitória por 2 a 1 sobre o Sport, Róger Guedes perdeu sua vaga para Allione e o suspenso Gabriel Jesus cedeu seu lugar para Barrios. Jesus voltou ao time no último sábado, contra o Santos, mas Allione foi mantido. Róger Guedes nem sequer saiu do banco nessas partidas.

O último jogo do trio “RGD” foi a vitória por 2 a 1 sobre o Figueirense, fora de casa. O que talvez justifique a atual escolha de Cuca é que os três jogos anteriores com o trio no Brasileirão terminaram empatados: Grêmio (0 a 0), Flamengo (1 a 1) e Cruzeiro (0 a 0). O sistema ofensivo deixou a desejar nesses três compromissos.

Para enfrentar o Inter, domingo, Cuca tem a opção não só de recolocar Róger Guedes no lugar de Allione como também de inserir um centroavante na vaga do argentino. Nesse caso, Gabriel Jesus ficaria mais livre para se movimentar.

Para este segundo cenário, Leandro Pereira aparece como favorito neste momento. Lucas Barrios, que vinha convencendo Cuca, ainda não treinou com bola após sofrer com um edema muscular. Alecsandro vem atrás na briga.

OUTRO TRIO LETAL

O trio “RGD” é o mais querido pela torcida e o mais utilizado por Cuca no Campeonato Brasileiro, mas não é dono do melhor aproveitamento. Quando o trio de ataque foi composto por Róger Guedes, Gabriel Jesus e Erik, o Palmeiras só venceu.

Essa é a segunda formação ofensiva mais escalada pelo Verdão no torneio, com quatro partidas: vitórias diante de Sport (3 a 1, na Ilha do Retiro), Internacional (1 a 0, no Beira-Rio), Santa Cruz (3 a 2, no Arruda) e Coritiba (2 a 1, no Allianz Parque).

Neste jogo contra o Coritiba, Dudu também começou jogando, mas como meia. O camisa 7 nem foi relacionado para o jogo com o Sport devido a um desgaste muscular, ficou no banco por opção de Cuca contra o Internacional e estava suspenso no cuelo contra o Santa Cruz.

Há um outro trio de ataque invicto no Brasileirão: Erik, Dudu e Leandro Pereira jogaram contra Chapecoense (1 a 1, na Arena Condá), Vitória (por 2 a 1, no Allianz Parque) e Corinthians (2 a 0, em Itaquera).

Isso sem contar as seis formações que fizeram uma partida cada e não perderam. Com Guedes, Dudu e Rafael Marques foram dois empates.

TODOS OS TRIOS DE ATAQUE DO VERDÃO NO BRASILEIRO:

- Róger Guedes, Gabriel Jesus e Barrios
Palmeiras 4 x 0 Atlético-PR


- Róger Guedes, Gabriel Jesus e Alecsandro

Ponte Preta 2 x 1 Palmeiras
São Paulo 1 x 0 Palmeiras (Dudu foi meia)


- Róger Guedes, Dudu e Gabriel Jesus

Palmeiras 2 x 0 Fluminense
Flamengo 1 x 2 Palmeiras
Palmeiras 1 x 0 Corinthians
Palmeiras 3 x 1 Santa Cruz
Palmeiras 2 x 0 América-MG
Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras
Palmeiras 4 x 0 Figueirense
Grêmio 0 x 0 Palmeiras
Palmeiras 1 x 1 Flamengo
Palmeiras 0 x 0 Cruzeiro
Figueirense 1 x 2 Palmeiras


- Gabriel Jesus, Dudu e Alecsandro

Palmeiras 4 x 3 Grêmio


- Rafael Marques, Róger Guedes e Dudu

Palmeiras 2 x 2 Coritiba
Palmeiras 2 x 2 Ponte Preta


- Róger Guedes, Gabriel Jesus e Erik

Sport 1 x 3 Palmeiras
Internacional 0 x 1 Palmeiras
Santa Cruz 2 x 3 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Coritiba (Dudu foi meia)


- Erik, Dudu e Gabriel Jesus

Fluminense 0 x 2 Palmeiras

- Erik, Dudu e Barrios
Palmeiras 1 x 1 Santos


- Erik, Dudu e Róger Guedes

Palmeiras 0 x 1 Atlético-MG
Atlético-PR 0 x 1 Palmeiras
América-MG 0 x 2 Palmeiras


- Erik, Róger Guedes e Leandro Pereira

Botafogo 3 x 1 Palmeiras


- Erik, Dudu e Leandro Pereira

Chapecoense 1 x 1 Palmeiras
Palmeiras 2 x 1 Vitória
Corinthians 0 x 2 Palmeiras


- Allione, Dudu e Rafael Marques

Palmeiras 2 x 1 São Paulo


- Allione, Dudu e Barrios

Palmeiras 2 x 1 Sport


- Allione, Dudu e Gabriel Jesus

Santos 1 x 0 Palmeiras