LANCE!
18/01/2016
14:32
São Paulo (SP)

Com 37 jogadores em sua lista de atletas no site oficial, o Palmeiras segue se preparando para a pré-temporada. Marcelo Oliveira manteve a base do time de 2015, campeão da Copa do Brasil. Dos oito reforços, apenas Edu Dracena começa o ano como titular, ao lado de Vitor Hugo, na defesa palmeirense. O LANCE! fez uma análise do elenco alviverde nesta preparação. Leia, opine e monte também o seu time ideal com as opções que Marcelo tem hoje:

"Marcelo Oliveira tem mais de 11 potenciais titulares, mas deve começar o ano sem inventar, com a base campeã da Copa do Brasil. Está correto. O sistema defensivo não tem praticamente nenhuma vaga em aberto e talvez seja o único preocupante: Edu Dracena chegou para jogar e deve dar conta do recado ao lado de Vitor Hugo, mas Roger Carvalho e Leandro Almeida, os reservas imediatos, são incógnitas. A briga fica intensa do meio para a frente. Arouca e Matheus Sales devem começar o ano como volantes, mas Gabriel está voltando, Jean e Rodrigo chegaram e ainda tem Thiago Santos para quando a ideia for apenas destruir. Na frente, Barrios tem tudo para ser soberano como centroavante e deixar a dor de cabeça para a linha de três. Tirar Dudu será difícil. Robinho e Gabriel Jesus que se cuidem com Régis, Moisés, Erik..."
Por Fellipe Lucena, repórter do L! na cobertura do Verdão
Time ideal:
Prass, Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Arouca e Matheus Sales (Gabriel); Robinho, Dudu e Gabriel Jesus (Erik); Lucas Barrios.

"O Palmeiras não contratou os medalhões que a torcida sonhava, mas montou um elenco homogêneo que dá a Marcelo Oliveira a chance de trocar de jogadores ou de esquema sem perder qualidade. Exceto na zaga, todos os setores tiveram uma evidente melhora. Edu Dracena, mesmo que reserva em 2015 no Corinthians, é o zagueiro experiente que o clube queria para jogar com Vitor Hugo. Jean, um sonho antigo, pode fazer o time jogar com três volantes que sabem marcar e sair jogando, além de ser uma opção com mais bagagem para quando o lateral-direito Lucas não puder atuar - na Libertadores, isto terá um peso importante. Na frente, Erik e Rafael Marques serão aqueles que mais vão incomodar os titulares, enquanto Moisés, Régis, Rodrigo, Roger Carvalho, a princípio, chegam para completar e qualificar o grupo. O Verdão entra em 2016 sem perder peças importantes e reforçado. Marcelo tem um material muito bom em mãos. Agora é a hora de o bicampeão brasileiro provar seu valor."
Por Thiago Ferri, repórter do L! na cobertura do Verdão
Time ideal: Prass; Lucas, Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Arouca; Robinho (Jean) Dudu e Gabriel Jesus (Erik); Barrios.

"O Palmeiras montou um ótimo elenco para os padrões nacionais, com boas opções em quase todas as posições. Mais importante do que isso, a diretoria conseguiu dar para Marcelo Oliveira todos os reforços já no início de janeiro, algo raro em muitos anos na Academia e também difícil de acontecer nos grandes clubes brasileiros. Faltou mais um zagueiro confiável na montagem do elenco. A lateral esquerda, com Zé Roberto já em idade avançada e reservas que oscilam muito, também preocupa. Apesar disso, Marcelo tem peças para montar um sistema defensivo sólido e compensar tais carências. É hora de o técnico mostrar o trabalho. O comandante ficou devendo em 2015, apesar do título da Copa do Brasil. É obrigação dele, agora, saber usar o elenco, manter a competitividade interna alta e fazer o Palmeiras brigar por títulos em 2016. O time titular hoje está na média das principais forças do futebol brasileiro"
Por Thiago Salata, editor do LANCE!
Time ideal: Prass; Lucas (Jean), Edu Dracena, Vitor Hugo e Zé Roberto; Gabriel e Arouca; Robinho, Dudu e Gabriel Jesus (Erik); Barrios.