LANCE!
25/11/2016
18:27
São Paulo (SP)

Perto de ser campeão brasileiro e com contrato até 31 de dezembro deste ano, Cuca passou toda a entrevista coletiva desta sexta-feira desviando o foco quando questionado sobre a possibilidade de permanecer no Palmeiras em 2017, mas acabou dizendo na última resposta que ainda não foi procurado por ninguém da diretoria para discutir o tema.

- Eu não fui procurado por ninguém do Palmeiras. Ponto, é isso. Estou centrado no campeonato e em buscar o título. A eleição não tem, né? Já foi aclamado o Maurício (Galiotte) como presidente, tomara que possa dar sequência ao trabalho do Paulo e ter um grande trabalho - disse Cuca, ao ser questionado sobre a possibilidade de a eleição presidencial no clube, que tem candidato único e acontecerá neste sábado, interferir em seu futuro.

Depois de dizer que planejava voltar à China em 2017 e recuar, Cuca declarou nesta semana à "Gazzetta dello Sport", da Itália, que planejava ir ao país para estudar no ano que vem. O comandante confirmou a intenção nesta sexta-feira, mas avisou que a ideia é ir no período de férias.

- Quanto mais conhecimento a gente se presta a ter, melhor vai ser como pessoa, profissional. Eu tenho uma ideia de ir para lá (Itália) no começo do mês que vem, com a família, minha mulher, para ter conhecimento de algumas situações que quero passar em alguns clubes, no Napoli, no Milan, na Inter. Estamos trabalhando algumas situações, mas no mês de férias - disse.

Dentro do próprio Palmeiras, as opiniões sobre o futuro do treinador são divididas. Há quem diga que ele já manifestou ao grupo o desejo de renovar, como o meia Moisés, há quem acredite em um ano sabático para estudar e cuidar de questões pessoais, e também há quem aposte em um acerto com outro clube sob o argumento de que a relação com a diretoria alviverde não é tão harmoniosa.

Alheia a tudo isso, a torcida já iniciou a campanha pela permanência. Nesta sexta-feira, entre as dezenas de torcedores que tiveram o acesso à Academia de Futebol liberado, havia uma faixa com os dizeres "Fica, Cuca". O assunto será endossado na manhã deste sábado, quando a Mancha Alviverde irá ao local para prestar apoio aos jogadores antes do jogo contra a Chapecoense, que pode dar a taça ao clube.

- O meu futuro é domingo. Não tem futuro mais importante que domingo. É trabalhar o jogo, não pode pensar de forma alguma em outra situação - despistou Cuca.