Fellipe Lucena
11/02/2017
07:53
Guarulhos (SP)

Miguel Borja chegou ao Brasil nos braços da torcida do Palmeiras. Não é modo de dizer. Centenas de fanáticos foram até o Aeroporto de Guarulhos na manhã deste sábado e fizeram uma enorme festa para recepcionar o principal reforço do clube para esta temporada. O diretor de futebol Alexandre Mattos, que viajou à Colômbia para finalizar a negociação com o Atlético Nacional, chegou junto com o goleador e também foi muito exaltado.

Mattos e Borja desembarcaram pelo Terminal 2 e passaram juntos pelo saguão por volta das 7h. Seguranças do Palmeiras e membros da Mancha Alviverde passaram a manhã organizando um corredor humano do lado de fora do aeroporto para que os dois passassem sem empurra-empurra. Na hora em que a dupla chegou, porém, não foi possível conter a multidão. Borja recebeu um boné e uma camiseta da Mancha e foi carregado nos braços por torcedores.

O Aeroporto de Guarulhos chegou a anunciar na tarde de sexta que havia preparado um esquema para que o reforço do Palmeiras saísse sem contato direto com os torcedores. O clube, no entanto, pediu para que ele passasse pelo saguão e se comprometeu a trabalhar para que a aglomeração na parte interna fosse a menor possível.

Antes mesmo da recepção calorosa, Borja já se mostrava encantado pelo Palmeiras. Pouco antes da conclusão da transferência, ele enviou um vídeo pelo celular para Alexandre Mattos em que seu filho aparecia cantando o nome do clube e dizendo estar pronto para morar no Brasil. O centroavante escolheu o clube e, por isso, bateu o pé para que a diretoria colombiana não aceitasse uma proposta muito mais vantajosa do futebol chinês.

O Palmeiras vai pagar 10,5 milhões de dólares por 70% dos direitos econômicos do jogador, cujo contrato tem cinco anos de duração. O pagamento será feito em três parcelas semestrais, com aporte da Crefisa. A patrocinadora também vai colaborar com parte das luvas que serão pagas ao atleta, de 1 milhão de dólares, e com R$ 200 mil mensais para os salários dele, que ao todo será de 100 mil dólares.