Gustavo Munúa

Técnico do Nacional, Gustavo Munúa após a vitória no clássico (Foto: Thiago Ferri)

Thiago Ferri
21/01/2016
12:31
Enviado Especial a Montevidéu (URU)

Palmeiras e Nacional, rivais no Grupo 2 da Libertadores, entrarão em campo no sábado para a final do quadrangular amistoso que disputam em Montevidéu (URU). No Verdão, o duelo é visto como uma oportunidade para que a equipe se acostume com o que terá na competição continental. Para os uruguaios, porém, o principal nesta prévia é avançar na montagem do time.

- O Palmeiras é um adversário do nosso grupo e agora jogaremos contra eles. Obviamente estamos observando os rivais que teremos pela frente, mas o mais importante somos nós, o que fazemos como equipe - disse o treinador Gustavo Munúa, na quarta, após a vitória sobre o Peñarol (URU).

Ainda empolgado pela vitória no clássico uruguaio, o ex-goleiro do Nacional pouco analisou do Verdão e preferiu exaltar a entrega de seus comandados no jogo contra o rival de cidade. Uma semana antes, em outra copa amistosa, os dois times se enfrentaram e o Peñarol na ocasião venceu, nos pênaltis.

- Demonstramos muita confiança. Na pré-temporada, os clássicos são diferentes, mas os jogadores deram tudo e saímos com a vitória. Queríamos dar alegria à torcida e conseguimos. É seguir trabalhando e melhorando. Temos de seguir este caminho - reforçou.

A decisão da Copa Antel será jogada no próximo sábado, às 22h15 (horário de Brasília). Mais cedo, às 19h30, Libertad (PAR) e Peñarol disputam o terceiro lugar da competição. Os dois confrontos serão no estádio Centenário.