Marcelo Oliveira lamenta descuidos do time, mas comemora empate: 'Pelo menos avançamos um ponto'
LANCE!
19/11/2015
00:17
São Paulo (SP)

Marcelo Oliveira elogiou a atuação do Palmeiras no segundo tempo do eletrizante empate em 3 a 3 com o Atlético-PR. Para o treinador, após a entrada de Gabriel Jesus, o Verdão chegou a tomar conta do jogo, mas pecou por conta da falta de capricho e de equilíbrio, especialmente no fim do duelo, quando os jogadores perderam a cabeça com o árbitro Dewson de Freitas da Silva.

- O segundo tempo foi muito bom. Houve reação, um espírito de competição muito bom. Isso é importante. Perdemos gols também. Descuidamos em alguns momentos, o que nos tirou a oportunidade de vitória - disse o técnico.

- O jogador tem que se controlar. Jogo de futebol é tático, físico, técnico e emocional também. O primeiro tempo não foi tão bom, jogo muito acirrado. No segundo tempo, o Palmeiras chegou a tomar conta. Talvez um ou outro jogador tenha se alterado. Não é assim que se resolve - acrescentou.

"No segundo tempo, o Palmeiras chegou a tomar conta do jogo", diz Marcelo Oliveira

A melhora na etapa final é um dos motivos de incômodo do treinador pelo placar. Segundo ele, dois dos três gols do Atlético-PR eram evitáveis, mas o time pagou por um problema recorrente: o "apagão".

- Eles fizeram um gol com menos de dois minutos. Isso dá muita força para o adversário. Nosso time manteve padrão, mas errava no capricho técnico, nos contra-ataques. No segundo tempo, sim, produziu bem ofensivamente, saiu mais para o jogo. Errou no capricho da finalização. Na hora de decidir, tivemos alguma dificuldade. Mas erramos também na desatenção do gol adversário. Acho que dois seriam evitáveis - completou o treinador.

Com o empate, o Verdão segue na décima colocação do Brasileiro, a cinco pontos do G4. Só que a distância pode aumentar ao término da rodada, nesta quinta-feira. O time volta a campo pelo Nacional no sábado, quando recebe o Cruzeiro, às 19h30, no Allianz Parque.