Ana Canhedo
16/05/2016
07:05
São Paulo (SP)

“O segredo é ninguém saber teu segredo”, disse Cuca, ao LANCE!, quando questionado sobre a receita para se dar bem no Campeonato Brasileiro. O treinador do Palmeiras foi vice-campeão nacional com o Cruzeiro, em 2010, e com o Atlético-MG, em 2012.

Ciente de que a taça é uma obsessão para o clube alviverde, após um primeiro semestre frustrado – com eliminação na Copa Libertadores e Paulistão – logo na estreia do Brasileirão já deu pistas de que pode repetir seu "segredo" dos anos anteriores: ter um aproveitamento ótimo em casa.

Cuca tem três jogos com o Palmeiras no Allianz Parque: três vitórias, duas goleadas e nenhum gol sofrido. Primeiro, 4 a 0 no River Plate (URU), no último jogo da equipe na Copa Libertadores. Depois, 2 a 0 no São Bernardo, nas quartas de final do Paulista. E, enfim, no Brasileirão, vitória contra o Atlético-PR, por 4 a 0. Transformar o Allianz em ‘caldeirão’ será crucial para a equipe brigar pelo título Brasileiro em 2016.

Desde 2010, ano em que Cuca foi vice com o Cruzeiro, o campeão brasileiro não perdeu mais do que três jogos dentro de casa. Em 2012, com o Atlético-MG, Cuca sequer foi derrotado no Independência: 14 vitórias e cinco empates nos 19 jogos como mandante, 47 dos 72 pontos finais.

– Começamos bem, restam 37 rodadas – disse Cuca, após o jogo.

Destas 37 partidas, 18 serão disputadas em casa. São 54 pontos possíveis para o Palmeiras como mandante. Em média, os últimos campeões brasileiros fizeram 76 pontos para conquistar o caneco – que o Verdão não levanta desde 1994, quando foi bicampeão (venceu também em 93).

Em 1992, Cuca jogou no Palmeiras por três meses e conseguiu um retrospecto de respeito: 90% de aproveitamento atuando no Palestra Itália. Com o meio-campista, o Verdão venceu nove vezes e perdeu uma em dez jogos na sua casa durante o fim daquele ano. Seu único tropeço em casa foi contra o Inter, na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil. Os gaúchos foram campeões daquela edição da competição.

O "Senhor Palestra Itália" tem 196 dias – a última partida em casa será dia 27 de novembro, contra a Chapecoense – para repetir o que fez no Galo, se manter invicto em casa no Brasileirão e transformar a obsessão palmeirense em realidade.

O SEGREDO

Cruzeiro
O vice-campeão brasileiro de 2010 teve ótimo aproveitamento em jogos dentro de casa: 11 vitórias, cinco empates e apenas três derrotas. Foram 38 dos 69 pontos conquistados em seu domínio, em Minas Gerais.

Atlético-MG
Se a campanha do Cruzeiro de Cuca, em 2010, foi boa dentro de casa, a do Atlético, em 2012, foi excepcional. O time foi melhor do que o campeão Fluminense. Não perdeu um jogo sequer: 14 vitórias e cinco empates. Os cariocas perderam três vezes no Rio e venceram apenas 11 em casa.

Shows podem atrapalhar
Das 18 partidas que ainda tem como mandante no Campeonato Brasileiro, uma delas o Palmeiras será obrigado a fazer longe do Allianz Parque. Contra o Cruzeiro, dia 12 de outubro, quando o italiano Andrea Bocelli se apresenta no estádio. Aerosmith e Eros Ramazzotti também tem shows agendados, mas em épocas que o Verdão jogará como visitante no Brasileiro.