Zé Roberto (FOTO: Fellipe Lucena)

Zé Roberto concedeu entrevista coletiva nesta segunda-feira (FOTO: Fellipe Lucena)

LANCE!
13/06/2016
18:17
São Paulo (SP)

Zé Roberto foi sincero ao ser questionado sobre o vexame da Seleção Brasileira na Copa América. O lateral-esquerdo do Palmeiras disse que não viu a derrota por 1 a 0 para o Peru porque estava em "seu segundo jogo do dia", com a esposa.

- Eu vou ser muito sincero. Na hora do jogo da Seleção eu estava no meu segundo jogo do dia, que foi logo após o jantar. Estava com a minha esposa, ontem foi Dia dos Namorados (risos). Eu só soube depois, mas fiquei triste, né? Agora é ver o que a CBF e a comissão técnica podem fazer. A Seleção precisa melhorar - disse o veterano de 41 anos, que disputou as Copas de 1998 e 2006.

Apesar de não ter acompanhado a partida que tirou o time de Dunga da Copa América logo na primeira fase, Zé Roberto falou sobre a qualidade da atual geração e também sobre a possibilidade de a CBF trocar o comando técnico. E se Cuca, que vem fazendo bom trabalho no Verdão, for o escolhido?

- Com certeza ele iria bem, poxa. Até pela experiência que o Cuca tem, o bom momento, as conquistas recentes. Se você for colocar dois, três treinadores que possam assumir numa eventual demissão do Dunga, com certeza o Cuca é um dos nomes - disse.

- O Brasil tem bons jogadores, que jogam na Europa, que jogam aqui, mas não tem aqueles que chamam a responsabilidade, como Ronaldo, Romário, Cafu, Roberto Carlos. Acho que eles ainda estão carregando o peso de uma Copa do Mundo perdida no país, os 7 a 1. É um peso muito grande para jogadores jovens - opinou.

Dos últimos foi titular em três dos últimos quatro jogos do Palmeiras, período em que Egídio se recupera de lesão na coxa direita. Ele enfrentou São Paulo, Grêmio e Corithians. Contra o Flamengo, Fabrício foi o escolhido para que Zé pudesse descansar.