Fellipe Lucena e Thiago Ferri
26/07/2016
07:10
São Paulo (SP)

Até agora, Vitor Hugo, Róger Guedes e Dudu já foram procurados por equipes da Itália, Rússia e China, mas a postura do Palmeiras é de não perder ninguém até o fim do Brasileiro. Na última vez em que disputou o título da competição, em 2009, o clube adotou uma posição semelhante.

Naquela ocasião, Maurício Ramos, Pierre, Cleiton Xavier e Diego Souza, todos alicerces do time, foram assediados por clubes do exterior, mas o Verdão deu aumentos para mantê-los. De quebra, ainda contratou Vagner Love durante o Campeonato Brasileiro. 

Apesar da postura agressiva da diretoria comandada por Luiz Gonzaga Belluzzo, o plano fracassou. Dos quatro mantidos, apenas Diego Souza não se machucou na reta final do campeonato. O time, que liderou a competição por 17 rodadas, iniciou uma queda livre inesperada e acabou em quinto lugar, sem nem uma vaga na Copa Libertadores.

Neste ano, o Palmeiras lidera o campeonato com 32 pontos e os três assediados são titulares. Vitor Hugo recebeu uma oferta da Fiorentina (ITA) de R$ 25 milhões e o Verdão vetou, assim como os R$ 29 milhões que o Rubin Kazan (RUS) estava disposto a pagar por Róger Guedes. Com Dudu, o time chinês, que não foi revelado à época, nem fez oferta.


Além de clubes do exterior, o Verdão se recusou a deixar Rafael Marques sair para um rival no Brasil. O São Paulo negociava para levar o atacante, reserva com Cuca, mas o Palmeiras também não quis se desfazer do camisa 19. Como o jogador já fez sete jogos no Brasileiro, não há mais chance de acordo.