Moisés e Róger Guedes (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

Moisés disputa bola com Róger Guedes: um deve tomar a vaga do outro (FOTO: Cesar Greco/Palmeiras)

LANCE!
01/06/2016
17:58
São Paulo (SP)

Moisés deve ser titular do Palmeiras pela primeira vez desde que se recuperou de cirurgia no pé esquerdo. Utilizado no segundo tempo das quatro partidas do Campeonato Brasileiro até o momento, o meia deve substituir Róger Guedes no duelo contra o Grêmio, às 21h desta quinta-feira, no Pacaembu.

- O Cuca não confirmou isso (se será titular) nem para mim. Claro que treinamos algumas situações, eu começando, eu entrando depois. Ele falou que vai definir o time amanhã na preleção. Eu estou pronto, preparado, já readquiri ritmo, acho que aguento jogar um jogo inteiro até. Se ele quiser me usar, estou preparado, feliz e acho que posso ajudar bastante. Se não for o caso nesta partida, estou preparado para entrar - disse o jogador.

O camisa 28 operou o pé esquerdo em 15 de fevereiro e voltou a jogar na rodada inaugural do Brasileirão, em 14 de maio, quando substituiu Cleiton Xavier na vitória por 4 a 0 sobre o Atlético-PR, no Allianz Parque. A previsão era de que ele só fosse liberado um mês depois.

No domingo, após a derrota por 1 a 0 para o São Paulo, no Morumbi, Cuca disse que já vinha pensando em utilizá-lo desde o início, uma vez que Cleiton Xavier não poderia atuar devido a dores na coxa esquerda - o camisa 10 também não enfrentará o Grêmio. Em dúvida se poderia contar com Moisés por 90 minutos, preferiu utilizar Dudu centralizado, mas o desempenho não agradou. Como o treinador já confirmou Dudu como titular diante dos gaúchos e deu a entender que não usará um esquema sem centroavante, Róger Guedes é o mais ameaçado.

- Ele fez variações porque o time do Grêmio atua de uma forma diferente de outros times. Claro que não vou abrir o que ele fez exatamente, mas ele treinou várias situações - despistou o meia, que não quer ver o time perder "de forma alguma".

- A gente ficou com uma tristeza profunda, porque tínhamos condições e um objetivo grande de ganhar do São Paulo. De forma alguma podemos perder do Grêmio, porque já deixamos escapar seis pontos. E principalmente por ser o líder. No confronto direto, você tem que derrubar o adversário.