Com dois de Cristaldo, Palmeiras vence o Penapolense (Foto: Celio Messias/LANCE!Press)

Cristaldo foi o terceiro maior goleador do Palmeiras em 2015, com 14 gols (Foto: Celio Messias/LANCE!Press)

Fellipe Lucena
27/01/2016
20:40
São Paulo (SP)

O Palmeiras segue em negociações abertas para vender o atacante Cristaldo. Conforme a Rádio Globo informou nesta quarta-feira, o argentino gostou da proposta salarial do Rubin Kazan, da Rússia. Já ciente disso, a diretoria alviverde segue esperando a chegada da oferta oficial.

O Verdão informou aos agentes do atleta quanto deseja receber para vender o seu camisa 9, pouco acima de R$ 12 milhões. Se o documento chegar e a pedida for atendida, o clube não colocará empecilhos para liberá-lo. Por outro lado, o clube também alertou que precisa tocar seu planejamento para o primeiro semestre, incluindo as inscrições para Paulista e Libertadores, e que pode resolver manter o atleta se a proposta demorar muito a ser feita.

Quem convive com Cristaldo acredita que o negócio sairá, mas o Palmeiras mantém cautela. O Verdão recusou uma proposta pelo jogador em dezembro do ano passado e desde o início de 2016 espera a chegada de uma nova oferta. As negociações são tocadas por empresários ligados ao jogador e a diretoria do Rubin Kazan ainda não se comunicou diretamente com os alviverdes. 

Ainda assim, a tendência é que Cristaldo não esteja na primeira lista de inscrições para a primeira fase do Campeonato Paulista, que será enviada nesta quinta-feira à Federação Paulista. O Verdão provavelmente irá inscrever apenas os atletas relacionados para a primeira rodada, domingo, contra o Botafogo-SP. O limite é de 28 inscritos no torneio, mas é possível ir preenchendo a relação até 27 de fevereiro.

O Churry foi comprado do Metalist (UCR) em 2014 por R$ 8 milhões. O presidente Paulo Nobre, que emprestou o dinheiro para a operação, tem direito a exatamente esta quantia. O lucro fica com o Palmeiras.